Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > Sete mil cisternas para os Vales
conteúdo

Notícias

Sete mil cisternas para os Vales

Para minimizar a falta de acesso à fonte de água no Semi-árido, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) liberou recursos no valor de R$ 10,5 milhões à Articulação no Semi-árido Brasileiro (ASA) para a construção de sete mil cisternas nos vales do São Francisco e Parnaíba.
publicado: 23/11/2004 09h20, última modificação: 20/06/2018 16h54

Para minimizar a falta de acesso à fonte de água no Semi-árido, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) liberou recursos no valor de R$ 10,5 milhões à Articulação no Semi-árido Brasileiro (ASA) para a construção de sete mil cisternas nos vales do São Francisco e Parnaíba.

A Codevasf acompanhará e fiscalizará a execução, além de articular esta iniciativa com ações de fortalecimento das atividades produtivas, como a caprino/ovinocultura, apicultura e piscicultura. A construção beneficiará a população de mais de 150 municípios localizados nas regiões.

Segundo o censo, cerca de 984 mil moradias do Semi-árido não têm acesso à fonte de água. As cisternas de placas de cimento para captação de água da chuva representam uma solução de acesso a recursos hídricos que provocam grandes impactos nas condições de vida da população na região do semi-árido brasileiro. Elas são destinadas à população rural de baixa renda que sofre com os efeitos da escassez de água, sobretudo nos períodos de secas prolongados.