Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > MISSÃO INTERNACIONAL AVALIA PROGRAMA DE PISCICULTURA DO BAIXO SÃO FRANCISCO
conteúdo

Notícias

MISSÃO INTERNACIONAL AVALIA PROGRAMA DE PISCICULTURA DO BAIXO SÃO FRANCISCO

publicado: 29/09/2004 11h35, última modificação: 17/08/2006 15h59

        

O Programa para Desenvolvimento do Processamento e Comercialização da Tilápia no Baixo São Francisco foi avaliado por missão internacional composta por representantes do Common Fund for Comodities (CFC), do Centro para Serviços de Informações de Produtos Pesqueiros na América Latina e Caribe (Infopesca) e do Fundo das Nações Unidas para Alimentação (FAO).

Em solenidade realizada na sede da Codevasf em Penedo (AL), foi entregue um documento assinado pelo presidente da Câmara Setorial de Aqüicultura do Baixo São Francisco, Luiz Carlos Galindo, pelo secretário Executivo de Planejamento e Orçamento do Estado de Alagoas, Márcio Pinto de Araújo, e pelo superintendente do Sebrae / AL, General Nilton Moreira Rodrigues, solicitando a renovação do Programa por mais dois anos.

Segundo o diretor do CFC, Talai Lu, será analisado o pedido. O diretor adiantou ainda que, diante dos bons resultados dos trabalhos em desenvolvimento na região, o CFC poderá aprovar a continuidade do programa no baixo São Francisco. Durante a reunião, houve apresentação dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela Codevasf de Alagoas e Sergipe, pelo Governo do Estado de Alagoas e pelo Sebrae/AL.

Os representantes dos organismos internacionais ficaram satisfeitos com o processo de desenvolvimento da piscicultura na região, elogiando a integração institucional estabelecida em prol da atividade e dos importantes investimentos que a Codevasf vem implementando.

O diretor da Infopesca, Roland Wielfs, responsável pela execução do programa, informou que os estudos de mercado de tilápia de Maceió e Aracaju já estão prontos, e os relativos a Recife e Salvador deverão ser concluídos em outubro. Segundo Wielfs, já foram implantadas duas unidades de fabricação de gelo, sendo uma em Xingó, no município de Piranhas (AL), e outra no perímetro irrigado da Codevasf de Betume, localizado no município de Própria (SE), além de terem sido capacitadas duas turmas na área de processamento de pescado. O diretor da Infopesca falou ainda sobre os estudos desenvolvidos para a criação do selo de origem da tilápia do Delta do São Francisco.

A missão foi composta pelo chinês Talai Lu, diretor do CFC, pelo brasileiro Roland Wielfs, diretor da Infopesca, pela uruguaia Graciela Pereira e o argentino Nelson Avadalov, ambos da Infopesca e pela alemã Helga Josupeit do FAO.