Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > INSTITUTO CADASTRA USUÁRIOS
conteúdo

Notícias

INSTITUTO CADASTRA USUÁRIOS

publicado: 08/09/2004 11h55, última modificação: 17/08/2006 16h02

RIO SÃO FRANCISCO

INSTITUTO CADASTRA USUÁRIOS

Estado de Minas- 10/9/04

O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) promove de segunda-feira até o dia 29 o cadastramento de usuários dos rios Japoré e Calindó, no Norte de Minas. O objetivo é identificar as pessoas que usam a água dos rios e suas demandas.

Com base nessas informações, o Igam terá condições de regularizar o uso de recursos hídricos na região, definir cotas e emitir outorgas – autorização para usar a água, que hoje está suspensa na área, por problema extremo de escassez. Devem cadastrar-se todas as pessoas que usam a água do rio Japoré ou do Calindó para qualquer tipo de consumo, independentemente do tamanho da propriedade ou do volume de captação.

O cadastramento pode ser feito no escritório do Sindicato Rural do Estado de Minas Gerais(Emater), em Manga, a 711 quilômetros de Belo Horizonte. Para acelerar o processo, equipes volantes também serão deslocadas para diferentes pontos da bacia. Para se cadastrar, basta apresentar um documento de identificação. O usuário não paga nada .

O diretor-geral do Igam, Paulo Teodoro Carvalho, informa que o cadastro de usuários das bacias hidrográficas de Minas Gerais será realizado em todo o Estado. ”Com esse procedimento, a concessão do direito de utilizar os recursos hídricos poderá ser mais segura tecnicamente”, explica. As duas sub-bacias estão localizadas no extremo norte do Estado.”Ambas são muito importantes para a região, pois 90% da economia local depende desses rios rios, principalmente a agricultura irrigada”, afirma a coordenadora do escritório regional do Igam em Montes Claros, Anildes Lopes Evangelista.