Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > VAPOR BENJAMIN GUIMARÃES FOI REINAUGURADO
conteúdo

Notícias

VAPOR BENJAMIN GUIMARÃES FOI REINAUGURADO

publicado: 06/08/2004 11h10, última modificação: 17/08/2006 16h02

O vapor Benjamin Guimarães voltou a navegar pelo rio São Francisco. O vapor fez uma viagem de reinauguração, saindo do porto de Pirapora (MG) até o distrito industrial da cidade. Durante o trajeto, 140 pessoas, entre autoridades e população, degustaram uvas sem semente e cachaça produzidas na região. A capacidade total da embarcação é de 170 pessoas.

Os trabalhos de restauro exigiram investimento de R$ 600 mil, feitos pelo Ministério do Turismo, via lei de incentivo. Por enquanto, não há previsão de quando moradores e visitantes poderão passear pelas águas do Velho Chico a bordo do Benjamin. Uma audiência pública, sem data marcada ainda, vai discutir com a população se a prefeitura vai administrar os passeios ou se haverá terceirização. A embarcação ficou parada por quase 14 anos, no cais de Pirapora.

O vapor é o único modelo existente deste tipo no mundo, ainda em atividade. Originário do Mississipe , o Benjamin Guimarães foi construído em 1913, nos EUA. Nos anos 20, depois de navegar por algum tempo no Amazonas, foi adquirido pela empresa Julio Mourão Guimarães, daí batizado pelo nome de Benjamim Guimarães. Em 1963 ficou sob a guarda do serviço da Comissão do Vale São Francisco (CVSF). O Benjamin Guimarães, junto com outros vapores da mesma origem, os “gaiolas” Barão de Cotegipe, Wenceslau Braz e São Francisco constituíam a frota que, durante décadas, navegaram e simbolizaram a navegação no São Francisco, marcando importante ciclo na vida da região.