Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Governo Federal emite ordem de serviço para projeto executivo de trecho inicial do Canal de Xingó
conteúdo

Notícias

Governo Federal emite ordem de serviço para projeto executivo de trecho inicial do Canal de Xingó

publicado: 23/04/2021 16h12, última modificação: 23/04/2021 16h18

O Governo Federal autorizou o início da elaboração do projeto executivo do primeiro trecho do Canal de Xingó. Nesta sexta-feira (23), foi assinada a ordem de serviço para o início do projeto executivo do Lote I da Fase I do empreendimento. A solenidade teve a participação do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, do diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, e do superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Marcos Alves Filho. O investimento é de R$ 5,9 milhões. Também estiveram presentes parlamentares da bancada federal de Sergipe.

Governo Federal emite ordem de serviço para projeto executivo de trecho inicial do Canal de Xingó.JPGA ordem de serviço refere-se à elaboração do projeto executivo dos primeiros 50 quilômetros do Canal de Xingó, correspondentes ao Lote I da Fase I. A Fase I é dividida em duas partes (Lotes I e II) e tem extensão total de 114 quilômetros, com captação no Reservatório de Paulo Afonso IV e extensão até o local do antigo Reservatório R-5, em Poço Redondo (SE) — essa fase permitirá usos múltiplos da água nos municípios de Paulo Afonso e Santa Brígida, no estado da Bahia, e Canindé do São Francisco e Poço Redondo, no estado de Sergipe.

Na solenidade, o ministro Rogério Marinho ressaltou o compromisso do governo federal com Sergipe e com a região Nordeste. “O governo quer enfrentar os problemas da região com obras estruturantes, que promovam segurança hídrica. São ações que nos permitem sonhar com dias melhores, pois o desenvolvimento só ocorre em plenitude com acesso a água de qualidade. Este projeto executivo é o primeiro passo para tornar real o Canal de Xingó”, afirmou.

O diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, destacou a importância do empreendimento para o estado e afirmou que o objetivo da Companhia é licitar a execução da etapa inicial da obra ainda este ano. “A previsão é de que o projeto seja concluído em seis meses, então a partir de outubro já poderemos licitar a execução da obra. Esperamos retornar a Sergipe nesse período para anunciarmos essa ação e trazer esperança para os sergipanos”, declarou.

Marcos Alves Filho, superintendente regional da Codevasf em Sergipe, acrescentou que o Canal de Xingó vai provocar um impacto positivo que deve permanecer durante várias gerações. “O sentimento é de muita felicidade por saber que a população sergipana vai ser finalmente beneficiada por essa obra. É uma ação que não apenas mata a sede do ribeirinho, mas traz dignidade para as pessoas”, disse.

O projeto Canal de Xingó terá extensão total de aproximadamente 300 quilômetros e será dividido em quatro fases. As fases II a IV alcançarão os municípios de Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória, em Sergipe. Para abastecimento humano, haverá oferta de água aos municípios baianos de Paulo Afonso e Santa Brígida, bem como reforço à rede de abastecimento do estado de Sergipe, com benefício direto e indireto, na Bahia e em Sergipe, a cerca de três milhões de pessoas.

Governo Federal emite ordem de serviço para projeto executivo de trecho inicial do Canal de Xingó 2.JPGAlém de ampliar a oferta de água para consumo humano, o canal promoverá desenvolvimento econômico associado a atividades produtivas em ramos como agricultura, agroindústria e pecuária (com rebanhos de bovinos, caprinos e ovinos). O canal deverá beneficiar, por exemplo, os projetos de irrigação Santa Brígida / Paulo Afonso, Manoel Dionísio, Califórnia e Jacaré-Curituba, além de dezenas de projetos de assentamento situados em sua área de influência.

A solenidade foi realizada na sede da 4ª Superintendência Regional da Codevasf, em Aracaju. Estiveram presentes a senadora Maria do Carmo e os deputados federais Bosco Costa, Fábio Henrique, Fábio Mitidieri, Fábio Reis, Gustinho Ribeiro, Laércio Oliveira e Valdevan Noventa. Após a solenidade, a comitiva prosseguiu a agenda com visita a obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Aracaju, que conta com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional.