Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2021 > Codevasf fortalece estrutura de produção de apicultores do Médio São Francisco baiano
conteúdo

Notícias

Codevasf fortalece estrutura de produção de apicultores do Médio São Francisco baiano

publicado: 15/09/2021 10h58, última modificação: 15/09/2021 10h58

Apicultura BAA Codevasf beneficiou apicultores do município de Central (BA), no Médio São Francisco baiano, com um conjunto de equipamentos que vai permitir o fortalecimento da produção de mel e derivados. Os beneficiados são membros da Associação dos Apicultores e Meliponicultores do Município de Central (AAPIMMEC). A ação foi coordenada pela 2ª Superintendência Regional da Companhia, sediada em Bom Jesus da Lapa, e representa investimento de R$ 230 mil.

A associação recebeu 435 colmeias, além de mesas inox, decantadores, purificadores, trituradores, macacões, botas, luvas, ceras e um veículo utilitário. A AAPIMMEC tem 46 associados e se destaca na região de Irecê com a produção apícola.

“Esses equipamentos vieram para ampliar a nossa produção e dar à associação uma mobilidade maior. Hoje a AAPIMMEC conta com uma Unidade de Beneficiamento de Mel (UBM) equipada. No local, podemos beneficiar toda a produção. Agora, com a chegada dessas novas colmeias, a associação irá gradativamente aumentar as áreas de apiários e, consequentemente, teremos um aumento de produção”, afirma Liel Carlos Ramos, um dos associados.

Apicultura BA 02O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Codevasf lançaram em julho um polo da Rota do Mel no Médio São Francisco baiano. Com isso, o Governo Federal desenvolverá ações para estruturar a cadeia produtiva da apicultura em 50 municípios da região. As regiões de Irecê e de Bom Jesus da Lapa foram escolhidas para início da implantação da Rota em razão do potencial para a apicultura e da afinidade com a atividade, que já é empreendida por produtores locais.

“A expressiva produção de mel no território de Irecê chamou a atenção do MDR e da Codevasf para o lançamento da Rota do Mel em Irecê. O Brasil é o terceiro maior exportador de mel do mundo e agora, com a inserção de tecnologia, incentivo e crédito, essa cadeia produtiva terá um aumento significativo de produção, além de gerar emprego, renda e inclusão social”, avalia Luiz Alberto Barbosa, chefe do Escritório da Codevasf em Irecê, vinculado à 2ª Superintendência Regional da Companhia.