Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Com capacitações e distribuição de máquinas, Codevasf amplia oportunidades na área de corte e costura em MG
conteúdo

Notícias

Com capacitações e distribuição de máquinas, Codevasf amplia oportunidades na área de corte e costura em MG

publicado: 27/08/2020 16h25, última modificação: 27/08/2020 16h25

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) tem promovido, no contexto da pandemia pela Covid-19, capacitações para produção de máscaras de tecido a fim de prevenir o contágio pelo novo coronavírus e realizado entregas de kits de corte e costura em municípios no Norte de Minas Gerais. Ao todo, a empresa já investiu cerca de R$ 410 mil reais nessas ações que têm gerado emprego e renda para a população.

                               Cada kit fornecido custa um valor aproximado de R$ 23 mil e é composto por duas máquinas de costura industrial overloque; duas máquinas de costura galoneira industrial; uma máquina de costura semi-industrial zig zag; quatro máquinas de costura reta industrial; uma máquina costura doméstica zig zag; uma máquina de bater botão; uma máquina de corte a disco para tecidos; uma máquina de costura pespontadeira; uma mesa de corte para tecidos e 10 cadeiras.

“O crescimento do setor do vestuário da região norte mineira tem tudo a ver com as ações da Codevasf nessa área. O Sindveste tem encontrado na Companhia uma forte aliada para solidificar de vez vários polos de desenvolvimento do corte e costura no Norte de Minas, que conta com duas fases: o antes e o depois das doações de máquinas e equipamentos e da capacitação profissional de jovens do meio rural efetuadas por meio da Codevasf”, pontua Waldeir Sales, secretário-executivo do Sindicato do Vestuário do Norte de Minas (Sindveste).

Os beneficiários dos kits corte e costura e máquinas avulsas foram as prefeituras municipais de Guaraciama, Porteirinha, Ubaí, Nova Lima, Japonvar e Varzelândia; o Centro Comunitário de Educação Esperança, no município de Bocaiuva; e a Associação dos Artesãos de Gameleira, em Glaucilândia.

Segundo informações da Unidade de Desenvolvimento Regional da Codevasf em Minas Gerais, cada kit doado gera uma renda mensal média de cerca de um salário mínimo (R$ 1.045) para cada uma das 350 famílias beneficiadas. No total, a Companhia deverá investir, neste ano, mais de R$ 500 mil na aquisição de máquinas e equipamentos e na capacitação de costureiras.

Capacitação e produção de máscaras

Além da oferta de equipamentos, foram realizadas capacitações para produção de máscaras de tecido a fim de evitar o contágio pelo novo coronavírus. As aulas já foram iniciadas em dois locais: com um grupo de oito mulheres da Igreja Sagrado Coração de Jesus, na comunidade Vila Oliveira, em Montes Claros, e com outro grupo formado por 10 participantes na comunidade de Jurema, no município de Porteirinha.

Com capacitações e distribuição de máquinas, Codevasf amplia oportunidades na área de corte e costura em MG.jpg“A importância da Codevasf para a formação profissional de jovens em corte e costura ficou destacada nesse momento de isolamento social, quando algumas empresas de confecção de Minas afastaram profissionais de grupo de risco, ocasionando falta de mão de obra. Nesse contexto, a Companhia atuou para permitir a reposição de profissionais para a indústria de vestuário e confecção, contribuindo, assim, para não paralisar o setor produtivo regional”, explica Alex Demier, chefe da Unidade de Desenvolvimento Territorial da Codevasf em Minas Gerais.

Para viabilizar a produção de máscaras, a Codevasf adquiriu tecidos e outros insumos. Já foram produzidas cerca de 5 mil máscaras, mas a previsão é que se chegue a um montante de 17 mil. Os itens produzidos foram distribuídos em comunidades em situação de vulnerabilidade social na região e aos empregados da Companhia.

“Ao viabilizarmos projetos produtivos que incluam de forma mais direta esse público, favorecemos a melhoria da qualidade de vida a partir do aumento da renda familiar. Diversos grupos estão conseguindo sua inserção no mercado por meio da prestação de serviços a confecções ou diretamente ao consumidor”, conclui o superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais, Marco Câmara.

São parceiros na ação o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senar) e associações comunitárias nos municípios de Glaucilândia, Porteirinha, Janaúba, Japonvar, Coração de Jesus, Varzelândia e Mato Verde.