Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Codevasf recupera e conserva nascentes dos rios Pacuí e Salitre, no Norte da Bahia
conteúdo

Notícias

Codevasf recupera e conserva nascentes dos rios Pacuí e Salitre, no Norte da Bahia

publicado: 13/02/2020 15h51, última modificação: 13/02/2020 15h57

Com o objetivo de promover recuperação e conservação de nascentes da porção média da bacia do Rio Salitre, localizado na região Norte da Bahia, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) deu início à implantação de bacias de captação de água da chuva (barraginhas) em margens de estradas e em locais próximos a nascentes dos rios Pacuí e Salitre. As ações são coordenadas pela 6ª Superintendência Regional da Companhia, sediada em Juazeiro (BA).

Barraginhas no Norte da BahiaAs intervenções são baseadas na construção de canal com pequenas barragens equidistantes, implantado na lateral de estradas vicinais, em áreas degradadas ou em encostas. O canal conduzirá água de enxurradas para um depósito escavado; nesse depósito, a água fica acumulada para que haja infiltração no solo e recarga de lençóis freáticos.

A Codevasf está investindo mais de R$ 420 mil em recursos do programa Recuperação e Controle de Processos Erosivos para construção de 384 estruturas escavadas no solo em locais próximos a nascentes. As pequenas barragens retêm parte dos sedimentos carreados pela água – sem essa retenção, os sedimentos seriam deslocados para o leito dos rios e causariam assoreamento.

“Este contrato em andamento vai realizar ações mecânicas para construção das barraginhas para retenção da água espalhada ao longo das estradas que estão a montante das nascentes. Elas farão a proteção das nascentes do rio Pacuí, do rio Salitre, na região da Cachoeira do Salitre, na localidade de Passagem do Sargento, contra o assoreamento, e também a recuperação de ravinas e voçorocas”, explica o engenheiro ambiental da Codevasf Belquior Scalzer Carlini.

Com essas ações é possível melhorar a recarga hídrica de aquíferos e lençóis que abastecem as nascentes e controlar erosões que têm assoreado áreas importantes para dessedentação animal, dessedentação humana e irrigação. A equipe da Unidade de Meio Ambiente da 6ª Superintendência Regional da Codevasf espera ainda aumentar a vazão dos rios e a qualidade da água; melhorar a paisagem e a qualidade de vida das comunidades beneficiadas; e conscientizar populações circunvizinhas para a necessidade da conservação ambiental com a preservação dos recursos hídricos, da fauna e da flora.

A ordem de serviço para o início das obras de recuperação e conservação hidroambiental das duas nascentes foi assinada no início do mês, durante audiência pública realizada no povoado do Pacuí, no interior do município de Campo Formoso, com a presença do superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Elmo Nascimento. “Esta é uma obra simples, mas de grande importância para o futuro de toda a população que utiliza esses rios. Ela pode implantar e disseminar boas práticas para conservação da água e do solo durante o desenvolvimento das atividades produtivas no meio rural”, avalia Nascimento.

“Essa prática está de acordo com as recomendações do relatório das Nações Unidas sobre recursos hídricos lançado em 2018, durante o 8º Forum Mundial da Água, realizado no Brasil. Esse relatório recomenda privilegiar as soluções baseadas na natureza – as chamadas Nature-based Solutions (NBS), que usam ou simulam os processos naturais para aumentar a disponibilização da água e contribuir para sua melhor gestão”, afirma Fábio Miranda, diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas da Codevasf. “Seguimos essa diretriz em diversas das ações de recuperação e conservação hidroambiental que promovemos nas bacias em nossas áreas de atuação”, acrescenta.