Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Programa de educação de estudantes
conteúdo

Notícias

Programa de educação de estudantes

A Codevasf no Piauí, por meio do seu escritório de apoio no município de Parnaíba (PI), recepcionou e acompanhou no último dia 05 um grupo de 22 alunos e 03 professores do Curso de Engenharia de Pesca do Campus Bragança da Universidade Federal do Pará, distante cerca de 300Km de Belém (PA).
publicado: 10/02/2011 11h02, última modificação: 20/06/2018 17h10

A Codevasf no Piauí, por meio do seu escritório de apoio no município de Parnaíba (PI), recepcionou e acompanhou no último dia 05 um grupo de 22 alunos e 03 professores do Curso de Engenharia de Pesca do Campus Bragança da Universidade Federal do Pará, distante cerca de 300Km de Belém (PA). A visita fez parte do Programa de Educação Tutorial (PET-PESCA), que contempla também nesse roteiro viagens aos Estados do Ceará e Rio Grande do Norte, com foco principalmente no conhecimento e vivência prática das ações desenvolvidas nos polos de aquicultura e pesca que vêm se destacando como regiões de desenvolvimento.

Em Parnaíba, acompanhados pelo Engenheiro de Pesca da Codevasf, Jackson Rosa, o grupo foi recepcionado na Universidade Federal do Piauí, Campus Reis Veloso, a fim de conhecer os programas e projetos desenvolvidos por aquela instituição de Ensino. Além disso, o grupo conheceu também as instalações onde são realizados os estudos e experiências nas área de piscicultura. No período da tarde fez-se uma visita a uma fazenda de camarão de grande porte, ocasião em que os alunos puderam receber informações técnicas sobre produção e comercialização. Por fim, os técnicos se deslocaram para o Centro de Referência em Aquicultura e Recursos Pesqueiros – CERAQUA, oportunidade em que foram destacadas as parcerias que possibilitarão o funcionamento daquela Unidade, bem como, apresentados alguns equipamentos utilizados nas ações.

Conforme destaca o engenheiro de Pesca da Codevasf Jackson Rosa, o Pará é hoje um dos principais fornecedores de pescado para o Piauí. “Esse é mais um desafio a ser conquistado, ou seja, o de aumentarmos a nossa capacidade de produção interna, tanto quantitativa quanto qualitativamente, para concorrermos em condições de igualdade com os estados vizinhos”, diz.