Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Produtores de acerola do Salitre se reúnem em assembleia para criar associação
conteúdo

Notícias

Produtores de acerola do Salitre se reúnem em assembleia para criar associação

Será realizada na próxima quinta-feira (1º/09) a Assembleia Geral Extraordinária que deverá criar a Associação dos Agroempreendedores da Acerola do Perímetro Irrigado Salitre.
publicado: 29/08/2011 16h50, última modificação: 20/06/2018 17h11

Será realizada na próxima quinta-feira (1º/09) a Assembleia Geral Extraordinária que deverá criar a Associação dos Agroempreendedores da Acerola do Perímetro Irrigado Salitre. A convocação foi feita pela Comissão de Constituição da entidade, que reúne um grupo de produtores do Distrito do Junco, em Juazeiro (BA).  O encontro acontece pela manhã no auditório da Codevasf, no canteiro de obras localizado no povoado de Lagoa, no Distrito do Junco – Salitre.

O Edital de Convocação foi lançado no dia 12 de agosto e tem como pauta a eleição e posse da primeira diretoria da associação e a leitura e aprovação do Estatuto Social da entidade. Durante a assembleia para criação da nova associação serão escolhidas seis pessoas para a diretoria e seis para o conselho fiscal.

Atualmente cerca de 20 produtores estão implantando a cultura da acerola no perímetro. Conforme dados da equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), mais de 18 hectares já estão sendo preparados para o cultivo. A acerola deve representar, segundo estimativas, aproximadamente 15% da área plantada no Salitre ainda nessa primeira etapa.

A superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Ana Angélica Almeida Lima, analisa como positiva essa decisão dos produtores. “A Codevasf sempre apoiou iniciativas como esta dos produtores de acerola do Salitre, pois só assim eles poderão fortalecer a criação de um grupo de interesse, que discutirá os problemas comuns em busca de soluções que satisfaçam a todos”, afirma.

A posse dos eleitos será realizada pela comissão eleitoral logo após a apuração dos votos e divulgação dos resultados. Em seguida o novo estatuto deverá ser aprovado pela assembleia dos produtores.