Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Reunião discute recuperação de crédito para produtores de Petrolina
conteúdo

Notícias

Reunião discute recuperação de crédito para produtores de Petrolina

Foi realizada, na última semana, uma reunião no auditório da Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE) para tratar de um tema que tem merecido a preocupação e atenção de todos os produtores do Vale: as dívidas acumuladas junto ao Banco do Nordeste.
publicado: 04/06/2012 17h51, última modificação: 20/06/2018 17h13

Foi realizada, na última semana, uma reunião no auditório da Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE) para tratar de um tema que tem merecido a preocupação e atenção de todos os produtores do Vale: as dívidas acumuladas junto ao Banco do Nordeste.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, esteve presente e afirmou que esse é um assunto de extrema importância para a população local, mas que também tem sido discutido em outras regiões e estados. Por isso, a decisão de tomar a iniciativa de marcar um encontro para discutir se o que o governo sabe está correto. Se as propostas que estão sendo trabalhadas irão atender às necessidades dos produtores.

Para participar da discussão e ajudar a esclarecer as dúvidas dos produtores, esteve na reunião o superintendente de Recuperação de Crédito do Banco do Nordeste, José Andrade Costa, responsável por discutir as possibilidades de pagamento por parte dos devedores.

Uma das principais queixas dos produtores foi explicitada pelo produtor local Nilberto. “A taxa de juros para agricultura é baixa, mas o agravante é que o juro de inadimplência é altíssimo. Se torna algo descontrolado”, afirmou.

Após os produtores terem apresentado suas reivindicações e Andrade ter explicado alguns posicionamentos do banco do Nordeste, o ministro Fernando Bezerra se mostrou bastante esperançoso com uma solução em breve. “A gente está animado. Pelo avançar das conversas, se não for essa semana, provavelmente na outra a gente pode ter alguma medida legal, um dispositivo que vai abrir uma grande luz para solucionarmos o problema que temos aqui”, disse Bezerra.