Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Produtores de frutas recebem selo internacional
conteúdo

Notícias

Produtores de frutas recebem selo internacional

Integrantes da Cooperativa Agrícola de Juazeiro receberam Certificado de Qualidade do Ibametro, por meio do programa Produção Integrada de Frutas. Dez produtores de uva e manga receberam o selo, que garante geração de produtos conforme normas internacionais
publicado: 17/05/2007 10h10, última modificação: 20/06/2018 17h07

Integrantes da Cooperativa Agrícola de Juazeiro (CAJ) receberam o Certificado de Qualidade do Ibametro, por meio do programa Produção Integrada de Frutas - PIF. Um total de dez produtores de uva e manga receberam o selo, que garante a geração de produtos em conformidade com as normas internacionais de qualidade. O superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Joselito Menezes, foi uma das autoridades que entregou as certificações. A solenidade aconteceu no Grande Hotel de Juazeiro.

Segundo Menezes, a certificação é um reconhecimento do trabalho da Codevasf e dos produtores. "Esse evento é importante na medida em que mostra a capacidade técnica e empreendedora dos produtores de manga e uva da região. Com essa certificação, eles agregam valor à produção e alcançam mercados mais exigentes", avalia o superintendente.

Além do Certificado de Qualidade do Ibametro, os produtores também foram contemplados com o Euro Produce Working Group Good Agriculture Practices - Eurepgap, outro sistema de certificação de qualidade, exigida pelos compradores europeus.

Durante a solenidade, o diretor do Ibametro, Adhemar Barroso, e o superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passsos, assinaram o "Protocolo de Intenções para Novas Certificações". Mais 80 produtores estão em processo de certificação.

BENEFÍCIOS

O objetivo do PIF, criado pelo governo brasileiro por meio do Ministério da Agricultura e do Inmetro, é inserir, definitivamente, a fruta nacional no mercado mundial. O programa proporciona diversas melhorias, como ampliação dos mercados e do volume de negócios e a obtenção de resultados operacionais, como a redução de 40%, em média, do custo da produção.

Com o selo os fruticultores têm a perspectiva imediata de exportação. Estima-se que 20% das quase 16 mil toneladas produzidas anualmente pelos agricultores certificados abasteçam o mercado internacional. Atualmente, o vale do São Francisco responde por cerca de 90% das exportações brasileiras de uva e manga.