Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Presidente da Codevasf visita perímetros de irrigação em Minas
conteúdo

Notícias

Presidente da Codevasf visita perímetros de irrigação em Minas

Os perímetros de irrigação Jaíba e Gorutuba, no norte de Minas Gerais, foram visitados nesta segunda (06) pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, junto com o diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação, Solon Braga, e o superintendente Dimas Rodrigues.
publicado: 06/08/2012 17h01, última modificação: 20/06/2018 17h13

Os perímetros de irrigação Jaíba e Gorutuba, no norte de Minas Gerais, foram visitados nesta segunda (06) pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, junto com o diretor da Área de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação, Solon Braga, e o superintendente Dimas Rodrigues. Ambos os perímetros estão sob a responsabilidade da Companhia por meio da 1ª Superintendência Regional da Codevasf em Montes Claros, no semiárido mineiro.

De acordo com os dados atualizados até o final de 2011, o perímetro Jaíba tem uma área plantada de quase 12 mil hectares, sendo 9,8 mil hectares irrigados e divididos entre 2.109 produtores – a maior parte, agricultores familiares: 1.798. Esse perímetro está situado entre os municípios de Jaíba e Matias Cardoso e sua produção anual é de 123 mil toneladas, com destaque para o limão e as forrageiras, mas há também cultivo de manga, olerícolas, mamão e mandioca, entre outros. O valor bruto da produção, em 2011, foi de R$ 91 milhões.

Já o perímetro de Gorutuba, à jusante da barragem Bico da Pedra, no município de Nova Porteirinha, possui 4,2 mil hectares de área plantada, sendo 3,9 mil hectares irrigados, produção de 62,4 mil toneladas registradas em 2011 com valor bruto de R$ 53,4 milhões. São 455 produtores nesse perímetro, sendo 404 agricultores familiares, que cultivam principalmente frutas, grãos e cereais.

A Codevasf é também responsável, no norte de Minas, pelos perímetros de irrigação de Pirapora e de Lagoa Grande. Além disso, desenvolve no estado o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco - que beneficia em todo o país mais de 200 municípios com investimento, até agora, de R$ 1,2 bilhão em sistemas de esgotamento sanitários, construção de aterros e controle de processos erosivos. Em Minas, mais de 120 municípios receberam obras de esgotamento sanitário, com implantação de estações de tratamento de esgoto, redes coletores e ligações domiciliares.

Já as ações da Codevasf dentro do programa Água para Todos prevêem a instalação, em municípios do semiárido mineiro, de 7.391 cisternas de polietileno para consumo humano de água, beneficiando cerca de 40 mil pessoas em Capitão Enéas, Gameleira, Ibiracatú, Itacarambí, Jaíba, Japonvá, Juvenília, Lontra, Manga, Mamonas, Matias Cardoso, Miravânia, Montalvãnia, Pai Pedro, Porteirinha, Riacho dos Machados, São João das Missões, Varzelândia e Verdelândia.