Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Peixamento em Três Marias (MG)
conteúdo

Notícias

Peixamento em Três Marias (MG)

O presidente da Codevasf, Orlando Cezar da Costa Castro, e o ministro da Secretaria Especial da Aqüicultura e Pesca (SEAP), Altemir Gregolim, participaram nesta quarta-feira, 12, do peixamento realizado na represa de Três Marias, Minas Gerais
publicado: 12/12/2007 15h23, última modificação: 20/06/2018 17h08

 

O presidente da Codevasf, Orlando Cezar da Costa Castro, e o ministro da Secretaria Especial da Aqüicultura e Pesca (SEAP), Altemir Gregolim, participaram nesta quarta-feira, 12, do peixamento realizado na represa de Três Marias, Minas Gerais. Foram colocados mais de 50 mil alevinos de espécies nativas da bacia do São Francisco com o objetivo de recuperar a ictiofauna do rio.

Eles visitaram ainda a Estação Hidrobiológica e de Piscicultura de Três Marias, onde foram recebidos pelo biólogo Yoshimi Sato e o superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais, Anderson Chaves. A comitiva conheceu todas as instalações e se reuniu com prefeitos e autoridades locais.

Em seu discurso, o presidente da Codevasf fez questão de destacar as ações do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco em curso desde 2004. Segundo ele, em Minas Gerais foram investidos R$ 400 milhões em obras de esgotamento sanitário, melhorando a qualidade de vida da população.

Já o ministro Gregolim falou da importância de ações como o peixamento e os investimentos que estão sendo feitos pelo governo federal para aumentar a produção de pescado no país. “O Brasil produz atualmente 1 milhão de toneladas/ano de pescado, beneficiando mais de 700 mil famílias, mas pode produzir muito mais”, afirmou. Segundo ele, o objetivo é que até o final de 2008 sejam implantados cinco parques aqüícolas no estado de Minas Gerais abrangendo 291 hectares. A meta é produzir 65 mil toneladas/ano apenas nessa área.  Ainda de acordo com o ministro, haverá espaço para os pequenos pescadores e também para empresas.