Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Peles exóticas
conteúdo

Notícias

Peles exóticas

Técnicos da Codevasf em Alagoas, do Ministério do Meio Ambiente, Instituto Xingó, Senai e Sebrae visitaram o Centro de Tecnologia do Couro e do Calçado Albano Franco (CTCC), localizado na cidade de Campina Grande, na Paraíba
publicado: 22/08/2007 17h10, última modificação: 20/06/2018 17h07


Técnicos da Codevasf em Alagoas, do Ministério do Meio Ambiente, Instituto Xingó, Senai e Sebrae visitaram o Centro de Tecnologia do Couro e do Calçado Albano Franco (CTCC), localizado na cidade de Campina Grande, na Paraíba. O objetivo foi conhecer novas tecnologias em curtimento de peles exóticas, inclusive de peixe. A organização da missão técnica foi resultado de uma parceria entre a Codevasf, Sebrae e o governo do estado de Alagoas. Os participantes acompanharam os processos de recebimento das peles, curtimento, processamento, acabamento e design de produtos em couro.

Para o técnico da Codevasf em Alagoas, Paulo Santos Pantoja Júnior, chefe da Unidade de Apoio aos Empreendimentos (UAE), integrante do programa de Arranjo Produtivo Local de Piscicultura, “o trabalho do CTCC é uma referência nacional em curtimento de peles e o que nos chamou a atenção foi o aproveitamento do couro de peixe como a tilápia”.

De Campina Grande, o grupo seguiu para a cidade de Cabaceiras, ainda na Paraíba, para conhecer o trabalho desenvolvido pela Cooperativa dos Artesãos e Curtidores de Couro de Cabaceiras (Arteza). A visita técnica passou pelo curtume, oficina de confecção de artefatos em couro e loja da cooperativa. Foram apresentadas tecnologias em curtimento de peles com tanino natural, inclusive de tilápia, utilizando o sistema tradicional (artesanal). Os visitantes conheceram ainda o modelo de gestão da cooperativa, a evolução do processo produtivo e os resultados obtidos na comunidade por meio do trabalho cooperativo. Segundo Pantoja, há estudos para implantação de uma oficina de artesanato com couro de tilápia no município de Piranhas. A idéia faz parte do Programa da Cadeia Produtiva da tilápia no estado.