Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Obras de abastecimento e esgotamento no Piauí serão autorizadas pelo presidente da Codevasf
conteúdo

Notícias

Obras de abastecimento e esgotamento no Piauí serão autorizadas pelo presidente da Codevasf

As ordens de serviço para o início das obras de implantação de 60 sistemas de abastecimento de água e construção de 80 barreiros de acumulação de água no Piauí serão assinadas pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, juntamente com o governador do estado, Wilson Martins, nesta quinta-feira (24), em Oeiras, na microrregião de Picos. Na oportunidade também será autorizada a contratação da empresa vencedora da licitação para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Oeiras. Os investimentos nas três obras somam R$ 23,8 milhões e beneficiarão a população do semiárido piauiense.
publicado: 23/01/2013 15h04, última modificação: 20/06/2018 17h15

As ordens de serviço para o início das obras de implantação de 60 sistemas de abastecimento de água e construção de 80 barreiros de acumulação de água no Piauí serão assinadas pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, juntamente com o governador do estado, Wilson Martins, nesta quinta-feira (24), em Oeiras, na microrregião de Picos. Na oportunidade também será autorizada a contratação da empresa vencedora da licitação para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Oeiras. Os investimentos nas três obras somam R$ 23,8 milhões e beneficiarão a população do semiárido piauiense.

Na solenidade, que faz parte da comemoração alusiva ao 190° Aniversário da Adesão do Piauí à Independência do Brasil, o presidente da Codevasf receberá a medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí. A homenagem é destinada a agraciar personalidades e autoridades que, por relevantes serviços prestados ao Piauí, representam um modelo de profissional e ser humano para a sociedade. A Ordem Renascença foi instituída pelo Decreto n° 1.588, de 31 de março de 1973, e regulamentada pelo Decreto n° 1.962, de 17 de fevereiro de 1975.

Implantados sob a responsabilidade da Codevasf, com investimento de R$ 7,4 milhões, os 60 sistemas de abastecimento de água atenderão cerca de 1.500 famílias em 34 municípios do estado. As obras compreendem a instalação de poços (rede elétrica ou grupo gerador), abrigos para os equipamentos, cercas de proteção, reservatórios e redes de distribuição com ligações domiciliares.

O acesso a água de boa qualidade trará melhores condições de vida para a população da zona rural, pois os sistemas de abastecimento promovem melhoria das condições de saúde e redução dos gastos públicos no tratamento e prevenção de doenças; redução dos gastos com o transporte e fornecimento de água, especialmente com o uso de carros-pipa; otimização do uso de recursos naturais; além de possibilitar para parte dessa população o uso secundário da água em pequenas irrigações e na criação de animais.

Já os 80 barreiros de acumulação de água atenderão aproximadamente mil famílias de pequenos agricultores em 47 municípios. A ação, com R$ 3,2 milhões investidos pela Codevasf, consiste em limpeza de bacia hidráulica, escavação do porão, fundação do barramento, construção do maciço, drenagem e sangradouro. Os barreiros facilitam o acesso a água e reduzem os deslocamentos das pessoas em sua busca, especialmente para uso animal. O resultado é a melhoria nas condições de exploração dos rebanhos caprinos, bovinos e ovinos por meio do fornecimento de água nos períodos críticos. A construção dos barreiros promove maior aproveitamento da água das chuvas e enxurradas, melhorando e regularizando as vazões de pequenos riachos e córregos, o que favorece a manutenção das vegetações ciliares.


Oeiras

A obra no Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do município de Oeiras beneficiará 100% da população, cerca de 2.800 famílias, com a redução da incidência de doenças; a revitalização urbana; e a revitalização e preservação dos rios Itaim e Canindé e, consequentemente, do rio Parnaíba. O investimento da Codevasf é de R$ 13,2 milhões. Com a obra serão criados em torno de 300 empregos diretos e indiretos. A ampliação do SES consiste na execução de 38.335 metros de redes coletoras e emissárias, 1.620 ligações domiciliares, três estações elevatórias e recuperação da Estação de Tratamento de Esgoto existente.


Mais Irrigação

Na última sexta-feira (18), na presença da presidenta Dilma Rousseff, foi assinada a ordem de serviço para início das obras de infraestrutura do projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo, também sob responsabilidade da Codevasf. As obras relacionam-se a investimentos de R$ 46,5 milhões no âmbito do programa Mais Irrigação.

O Piauí será contemplado com R$ 275,7 milhões em investimentos públicos do Mais Irrigação para aumentar a produtividade das áreas irrigadas e apoiar a agricultura familiar. Do total de recursos previstos para o estado, R$ 49,7 milhões são destinados a dois projetos sob a responsabilidade da Codevasf – Marrecas-Jenipapo e Salinas –, que estão incluídos em dois dos quatro eixos do Programa.


Codevasf no Piauí

Somente em 2012, a Codevasf investiu no Piauí R$ 140 milhões na forma de convênios e contratos que viabilizaram obras de abastecimento, saneamento, esgotamento sanitário, estímulo a Arranjos Produtivos Locais (APLs), além das ações do programa Água para Todos. A maior parte dos recursos é oriunda do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Plano Brasil sem Miséria.

O governador do Piauí, Wilson Martins, em visita à sede da Companhia em dezembro de 2012, destacou a importância da parceria. “A Codevasf é uma das pilastras que trabalha o desenvolvimento do Piauí. A Codevasf tem sido um braço executor. (...) Fazendo acontecer no estado a realização de projetos”, disse.

As ações de infraestrutura empreendidas pela Codevasf têm beneficiado mais de 430 mil piauienses, incluindo-se as áreas de abastecimento de água, rede elétrica rural, pavimentação asfáltica e estradas vicinais, além de projetos nas áreas de aquicultura e pesca, agricultura irrigada e arranjos produtivos locais (APLs).

As obras de esgotamento sanitário reúnem investimentos de aproximadamente R$ 185,5 milhões para benefício de 150 mil habitantes de zonas urbanas de 14 municípios com população de até 50 mil habitantes. A ação promove, entre outros benefícios, a melhoria das condições sanitárias locais, a conservação dos recursos naturais e a eliminação de focos de poluição.

No âmbito do programa Água para Todos, o investimento realizado até o final de 2012 pela Codevasf foi de R$ 6,8 milhões para benefício de 17,9 mil piauienses com cisternas de polietileno que têm capacidade para armazenar até 16 mil litros de água. Com as cisternas as populações dos municípios com carência hídrica têm melhores condições para enfrentar os longos períodos de estiagem, armazenando a água da chuva captada nos telhados das casas.

Outra iniciativa importante da Codevasf no Piauí, em parceria com o governo do estado, foi a inauguração do perímetro irrigado Hildo Diniz em dezembro passado. A área de 100 hectares no município de Colônia do Gurgueia deverá se transformar em grande centro de produção de frutas, inclusive uvas.

Por meio de convênio firmado entre o Ministério da Integração Nacional e a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Piauí, foi autorizada licitação para construção de 270 sistemas simplificados de abastecimento de água, um investimento de R$ 33 milhões, e mais 135 barreiros, no valor de R$ 6 milhões, também no âmbito do Água para Todos.