Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Ministro Fernando Bezerra Coelho visita projetos no Parnacanastra, em Minas Gerais
conteúdo

Notícias

Ministro Fernando Bezerra Coelho visita projetos no Parnacanastra, em Minas Gerais

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, estará nesta sexta-feira (09) no Parque Nacional da Serra da Canastra – Parnacanastra, em São Roque de Minas (MG). O objetivo é conhecer de perto o trabalho que está sendo realizado na região visando a proteção e a revitalização do local, bem como os projetos a serem desenvolvidos na área. O presidente em exercício da Codevasf, Clementino Coelho, e o diretor interino da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas, Guilherme Almeida, farão parte da comitiva ministerial.
publicado: 08/09/2011 09h13, última modificação: 20/06/2018 17h11

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, estará nesta sexta-feira (09) no Parque Nacional da Serra da Canastra – Parnacanastra, em São Roque de Minas (MG). O objetivo é conhecer de perto o trabalho que está sendo realizado na região visando a proteção e a revitalização do local, bem como os projetos a serem desenvolvidos na área. O presidente em exercício da Codevasf, Clementino Coelho, e o diretor interino da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas, Guilherme Almeida, farão parte da comitiva ministerial.

O roteiro da visita tem início na cidade Piumhi, onde o grupo será recepcionado no aeroporto por autoridades locais. Em seguida, será feito deslocamento terrestre até São Roque de Minas. No Parnacanastra, a comitiva assistirá uma exposição sobre o local e o roteiro a ser cumprido com auxílio de técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)/Ministério do Meio Ambiente. Na sequência, será apresentado o projeto de recuperação de estradas vicinais de acesso ao Parque da Canastra e assinatura do Termo de Licitação para recuperação das estradas do local pelo ministro Fernando Bezerra Coelho, Clementino Coelho e Aldimar Dimas Rodrigues, superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais. Em seguida, o gerente regional de Revitalização da Codevasf em Minas Gerais, Sidenísio Oliveira, apresentará o projeto Linha Verde, no âmbito das ações de controle de processos erosivos. Será feita uma explanação sobre quantitativo espacial de projetos e exemplificação típicas de intervenções nas micro-bacias hidrográficas.

Na oportunidade, o procurador geral de Justiça de Minas Gerais, Alceu Torrres, fará a entrega de placa comemorativa de dez anos de atuação da Defensoria Pública do Rio São Francisco ao ministro Fernando Bezerra. Após será feita a apresentação do Projeto SOS São Francisco pelo promotor de Justiça Lúcio Badini, coordenador interestadual das Promotorias de Defensoria do rio São Francisco.

A programação termina com a visita ao Parnacanastra dirigida por técnicos do ICMBio. No roteiro estão incluídas a nascente histórica do São Francisco e a cachoeira da Canastra, símbolo da Serra da Canastra, e plantio de mudas do bioma natural.

SOBRE O PARNACANASTRA

O Parque Nacional da Serra da Canastra foi criado por Decreto Federal, em 1972, com o intuito de recuperar, proteger e preservar uma área total de 200 mil hectares, onde são abrigadas as primeiras nascentes do Rio São Francisco. Na parte alta do Parnacanastra, em Minas Gerais, o pequeno "Chico" percorre o primeiro trecho de um longo percurso. Depois de despencar na Casca Danta, atravessa a Bahia, o qual faz divisa ao norte com Pernambuco, e constitui divisa natural entre Sergipe e Alagoas. Desagua no Oceano Atlântico; percorre mais ou menos 2.830 quilômetros.

A região apresenta flora com espécies endêmicas (só nascem e proliferam naquele habitat) e espécimes da fauna consideradas em extinção, caso do tatu-canastra, do lobo-guará, do tamanduá-bandeira e do pato-mergulhão.

De acordo com dados e mapas do IBGE, a área total do Parnacanastra situa-se na região oeste (São Roque de Minas e Vargem Bonita) e região sul/sudoeste (Sacramento, Capitólio, Delfinópolis, São João Batista do Glória) de Minas Gerais. A maior parte da atual área de proteção ambiental (71 mil hectares) se encontra dentro do município de São Roque de Minas, cerca de 70%.

Com informações do site: www.folhadacanastra.com.br