Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Frutas dos perímetros irrigados serão destaque em estande da Codevasf na Frutal 2013
conteúdo

Notícias

Frutas dos perímetros irrigados serão destaque em estande da Codevasf na Frutal 2013

Frutas produzidas nos perímetros irrigados geridos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional, serão destaque no estande da empresa na 20ª Semana Internacional da Fruticultura, Floricultura e Agroindústria – Frutal 2013.
publicado: 06/09/2013 12h23, última modificação: 20/06/2018 17h17

Frutas produzidas nos perímetros irrigados geridos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional, serão destaque no estande da empresa na 20ª Semana Internacional da Fruticultura, Floricultura e Agroindústria – Frutal 2013. O evento, com o tema "Produzir bem e vender bem", será realizado de 9 a 12 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. A programação, que congrega outros eventos paralelos – XV Agroflores e Expofood 2013 –, terá palestras, seminários, painéis, além de uma feira com exposição de produtos ligados à fruticultura, alimentação, agroindústria e floricultura.

Em um estande de 90 m², dividido com o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), que fará degustação de peixes, a Codevasf irá expor uva sem semente, manga, goiaba e acerola, produzidas no perímetro de irrigação Senador Nilo Coelho, localizado em Casa Nova (BA) e Petrolina (PE), além de melão, melancia e maracujá, do perímetro Salitre, em Juazeiro (BA).

“A participação da Codevasf em grandes eventos como a Frutal é muito importante porque visa aumentar a interlocução com os produtores e mostrar, às diversas regiões, a qualidade das frutas produzidas em nossos perímetros irrigados. A empresa oferece apoio na parte de assistência técnica, operação e manutenção dos perímetros, a fim de que esses produtores tenham uma melhor produtividade e comercialização de seus produtos”, afirma o diretor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Solon Braga Filho.

Um dos destaques do estande será a acerola orgânica produzida no Nilo Coelho. A área orgânica de 15 hectares parece pouca em relação a todo o espaço dedicado à acerola no perímetro – cerca de 1.400 hectares –, mas já tem feito a diferença para os 10 produtores que cultivam essa modalidade e também para os consumidores da região.

“A produção orgânica agride menos o meio ambiente e também leva mais saúde para os consumidores. Os produtores da nossa região comercializam seu produto na feira, no mercado local ou diretamente para o consumidor. Eventos como a Frutal são mais uma alternativa para o pequeno produtor divulgar seu produto, pois existe uma demanda, mas a oferta ainda é pequena”, explica o engenheiro agrônomo Osnan Soares, da Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE).

O melão produzido no Salitre também será conhecido pelos visitantes do estande da Codevasf. O produtor Mário Eduardo Lieknin afirma que, por ano, cultiva de 20 a 22 hectares da fruta no perímetro e que a produtividade média é de 40 a 45 toneladas por hectares, considerando que são três safras por ano. A produção, segundo ele, é mais voltada para abastecer o mercado interno. “Nós estamos produzindo um fruto de muita qualidade e muito doce. O projeto Salitre está começando agora, então acho importante ter essa visibilidade na feira, que pode permitir, inclusive, fazer alguns contatos”, salienta.

Incentivo à fruticultura irrigada


A Codevasf coordena e mantém a infraestrutura de uso comum dos sistemas de irrigação e provê assistência técnica e treinamento aos produtores, além de estrategicamente ceder máquinas e implementos que impulsionam o crescimento das áreas irrigadas.

Os 26 perímetros irrigados mantidos pela Companhia na bacia hidrográfica do São Francisco alcançaram R$ 1,4 bilhão em valor bruto de produção (VBP) em 2012 – 11% a mais do que em 2011. Deste valor, 42% provêm de produção familiar e 58% têm origem empresarial. No âmbito exclusivo da produção familiar, o crescimento foi de 17% em relação a 2011 – de R$ 517 milhões para R$ 605 milhões.

A produção de itens agrícolas foi de 2,6 milhões de toneladas, em uma área cultivada de 84,6 mil hectares. Desse total, 50,7 mil hectares foram destinados à fruticultura, com produção de 1,1 milhão de toneladas. Se considerados ainda os dez perímetros do Sistema Itaparica, administrados pela Codevasf por meio de convênio com a Chesf, a área cultivada com frutas sobe para 60,9 mil hectares, com uma produção de 1,4 milhão de toneladas. O VBP total foi de R$ 1,3 bilhão em 2012.

No perímetro Senador Nilo Coelho, considerando ainda a Área Maria Tereza, as frutas foram cultivadas em uma área de 19,4 mil hectares, com destaque para manga, uva, coco, goiaba e acerola. A produção registrada foi em torno de 480 mil toneladas, com VBP de R$ 689 milhões. Já no Salitre, as frutas ocuparam uma área de 638,37 hectares, com 21 mil toneladas em melão, banana, goiaba, mamão, melancia, maracujá e acerola. O VBP do perímetro situado em Juazeiro foi de R$ 14,1 milhões.

Frutal 2013

A Frutal ocorre desde 1994 e é organizada pelo Instituto Frutal, com sede em Fortaleza (CE). A última edição do evento registrou mais de 35 mil visitantes. Neste ano, a feira estará aberta à visitação a partir do dia 09 de setembro, das 18h às 22h, e nos dias 10, 11 e 12, das 14h às 22h. Para participar de palestras, seminários e mesas redondas, que devem acontecer das 14h às 20h, a entrada é gratuita. Para mais detalhes sobre a programação, acesse: http://www.frutal.org.br/frutal2013/

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/10-frutas-dos-perimetros-irrigados-serao-destaque-em-estande-da-codevasf-na-frutal-2013.mp3