Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Estudantes visitam perímetros de irrigação em Alagoas
conteúdo

Notícias

Estudantes visitam perímetros de irrigação em Alagoas

Um grupo de estudantes da Escola Estadual José da Silva Peixoto, que funciona na cidade de Penedo, em Alagoas, teve uma aula diferente no final do mês passado. Eles participaram de uma visita aos Perímetros de Irrigação de Boacica, no município de Igreja Nova, e de Itiúba, no município de Porto Real do Colégio
publicado: 10/12/2007 09h16, última modificação: 20/06/2018 17h08

Um grupo de estudantes da Escola Estadual José da Silva Peixoto, que funciona na cidade de Penedo, em Alagoas, teve uma aula diferente no final do mês passado. Eles participaram de uma visita aos Perímetros de Irrigação de Boacica, no município de Igreja Nova, e de Itiúba, no município de Porto Real do Colégio.

A idéia do “Dia de Campo Estudantil”, assim batizado pelos estudantes, partiu da Superintendência Regional da Codevasf em Alagoas e, segundo o  superintendente Antônio Nélson Oliveira de Azevedo, “é uma ótima maneira de mostrar aos estudantes parte do trabalho desenvolvido por nós e isso vai ficar guardado na memória deles. Além disso, os estudantes podem divulgar esse importante trabalho para membros da comunidade onde vivem”.

Durante a visita ao perímetro de Boacica o grupo foi acompanhado pelo técnico agrícola Paulo de Souza Fraga, que mostrou a eles os detalhes do funcionamento de um projeto de irrigação. Em Igreja Nova, os estudantes foram recebidos pelo coordenador da Estação de Piscicultura do Itiúba (EPI), o engenheiro de pesca Álvaro de Assis Albuquerque, que proferiu uma palestra sobre a Estação e também sobre o Centro de Referência em Aqüicultura do São Francisco – Ceraqua/SF. A visita terminou com a explanação do engenheiro de pesca Kley da Cunha Lustosa sobre a criação de peixes em cativeiro.

Os alunos fazem parte de um grupo de 13 estudantes que passaram pelo período de um ano estagiando nas diversas gerências da Companhia em Penedo. Três deles são universitários da Fundação Educacional do Baixo São Francisco. Eles desenvolveram atividades auxiliares em tele-atendimento, contabilidade, recursos humanos e comunicação e marketing. Segundo a estudante Patrícia Tavares Marques, de 19 anos, “essa aula foi muito boa para vermos de perto parte do trabalho que conhecemos durante o estágio na Codevasf, mas só víamos no papel. Espero que a próxima turma de estagiários também tenha essa grande oportunidade, porque vale a pena”.

A realização do estágio é a soma de uma parceria entre a Codevasf e as instituições de ensino e tem como principal objetivo formar cidadãos. Durante todo o período em que passam na Companhia os estudantes são acompanhados por uma assistente social e recebem ajuda de custo. Ao final do contrato de estágio eles fazem uma avaliação da experiência e também são avaliados por seus monitores através do preenchimento de um formulário específico. Muitos estagiários quando saem da Companhia são absorvidos pelo mercado de trabalho local. Ainda este mês outra turma de estudantes deve ingressar na Companhia.