Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Equipamento construído pela Codevasf irá fomentar Rota do Cordeiro no Piauí
conteúdo

Notícias

Equipamento construído pela Codevasf irá fomentar Rota do Cordeiro no Piauí

Estão em estágio avançado as obras da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) que vão dotar o Piauí de importante equipamento para o fomento da ovinocaprinocultura – atividade econômica que é uma excelente alternativa para famílias do semiárido. A Central de Terminação de Dom Inocêncio, município situado a 615 km de Teresina, no território Serra da Capivara, está com 70% das obras realizadas e sua conclusão está prevista para dezembro.
publicado: 22/08/2013 13h37, última modificação: 20/06/2018 17h17

Estão em estágio avançado as obras da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) que vão dotar o Piauí de importante equipamento para o fomento da ovinocaprinocultura – atividade econômica que é uma excelente alternativa para famílias do semiárido. A Central de Terminação de Dom Inocêncio, município situado a 615 km de Teresina, no território Serra da Capivara, está com 70% das obras realizadas e sua conclusão está prevista para dezembro.

O investimento é de R$ 133,5 mil, originários da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) do Ministério da Integração Nacional (MI). O projeto integra um conjunto de ações de inclusão produtiva que visam implantar a chamada Rota do Cordeiro. O objetivo é congregar rebanhos de produtores associados, para que eles passem por etapas alimentares e de manejo conjuntamente até atingirem o ponto de abate. Cerca de vinte famílias serão atendidas inicialmente no Piauí, e a expectativa é de que esse número chegue a 80.

De acordo com o gerente regional de revitalização da Bacia do Parnaíba no Piauí, José Ocelo Rocha, a Central de Terminação é um centro de manejo alimentar onde os animais são pesados no início e ao final do processo. O peso agregado é transformado em renda a mais para o criador – parte desta renda é destinada a manter o funcionamento da Central. “Esse é o princípio da Central, que garantirá também a maior qualidade das carcaças ao final do processo, possibilitando unir a essa estrutura empreendimentos correlatos, tais como abatedouros frigoríficos, fábricas de ração e unidades de processamento de couro e artesanato", afirma.

Para o vice-presidente da Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos da Lagoa da Extrema (Ascole), Valdenor Nunes Gomes, a construção da Central de Terminação vai alavancar a atividade na região. Ele explica que atualmente os criadores soltam os animais no campo e eles perdem peso. “Os animais ficarão na Central por 3 a 4 meses, e de lá já saem prontos para o abate. A  venda vai ser mais rápida, o que vai beneficiar a população”, destaca. A associação fica no município de Dom Inocêncio, localizado a 102 quilômetros de São Raimundo Nonato e a 615 quilômetros da capital piauiense.

Tradição na criação de caprinos

A região de São Raimundo Nonato, mais especificamente o município de Dom Inocêncio, possui grande tradição na criação de caprinos e detém um dos maiores rebanhos do Piauí. Esses animais compõem a base econômica e alimentar das famílias. No entanto, devido principalmente à pouca capacitação dos criadores, somada às características climáticas predominantes (semiárido/caatinga), o fator quantitativo se sobrepõe ao qualitativo quando se trata da apresentação final dos animais. Normalmente os rebanhos têm baixos índices de natalidade e altos índices de mortalidade; eles são comercializados com peso inferior ao desejado e, portanto, com preço aquém da expectativa. Com a implantação da Central, um dos objetivos é reverter este quadro.

A Central de Terminação tem capacidade para aproximadamente 300 animais e é composta de: um centro de manejo – onde os animais serão recepcionados, avaliados, selecionados, vermifugados e inseridos no processo alimentar acompanhado e progressivo até atingirem o peso ideal de comercialização; dois hectares com sistema de irrigação – utilizado na manutenção das pastagens; um hectare com banco de proteína – área de plantio com leucena, leguminosa rica em proteína que será utilizada na suplementação alimentar do rebanho; e dois hectares de capineira de corte – utilizado no fornecimento aos animais em semiconfinamento.

A Central contará ainda com dois hectares de capineira de pisoteio – utilizada na alimentação dos animais em campo, como suplemento alimentar ou reserva estratégica fora do centro de manejo; silo sincho – utilizado na elaboração de reserva alimentar para os períodos de estiagem ou fornecimento aos animais em semi-confinamento; aproximadamente 3,3 mil metros de cercas perimetrais apropriadas a caprinos; e um galpão de apoio, para guarda de equipamentos e insumos.

Rota do Cordeiro

A Rota do Cordeiro é um projeto idealizado pela Embrapa e pela Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, e tem a Codevasf como uma das principais parceiras. Entre as ações da Rota está o melhoramento genético dos animais; a implantação de sistemas eficientes de alimentação, com alta qualidade e mínimo custo; a capacitação continuada dos produtores; e a gestão do conhecimento adquirido pelos beneficiários.

Segundo a gerente de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, Kênia Marcelino, a Companhia está implantando ações de ovinocaprinocultura, inseridas na Rota do Cordeiro, nos estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Piauí, que apoiam pequenos produtores, com foco no público alvo do Plano Brasil Sem Miséria. O apoio é provido por meio da implantação de áreas de produção de forragem, da construção de centros de manejo reprodutivo, do fornecimento de equipamentos e picadeiras de forragem e da capacitação dos produtores.

As ações, além de proporcionar às comunidades do semiárido um incremento de renda, permitem a criação e a manutenção de postos de trabalho, estimulam o turismo e a gastronomia regionais e fortalecem a cultura e a identidade por meio do estímulo ao consumo da carne de cabrito e cordeiro.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/30-equipamento-construido-pela-codevasf-ira-fomentar-rota-do-cordeiro-no-piaui.mp3