Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Convênio garante recursos para saneamento básico em Petrolina (PE)
conteúdo

Notícias

Convênio garante recursos para saneamento básico em Petrolina (PE)

Um convênio no valor total de R$ 65 milhões firmado na quarta-feira (15/06), entre o Ministério da Integração Nacional e o governo de Pernambuco, prevê a implantação de sistema de saneamento básico em toda a cidade pernambucana de Petrolina, dentro do Programa de Revitalização do São Francisco.
publicado: 16/06/2011 10h05, última modificação: 20/06/2018 17h11

Um convênio no valor total de R$ 65 milhões firmado na quarta-feira (15/06), entre o Ministério da Integração Nacional e o governo de Pernambuco, prevê a implantação de sistema de saneamento básico em toda a cidade pernambucana de Petrolina, dentro do Programa de Revitalização do São Francisco.

Assinaram o documento durante cerimônia na sede do Ministério da Integração, em Brasília, o ministro Fernando Bezerra Coelho e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, além de dirigentes da Codevasf e da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

O convênio prevê a execução de obras de implantação, ampliação, intervenções e adequações do sistema de esgotamento sanitário existente no município de Petrolina, inclusive beneficiando as populações das agrovilas no Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho.

“Estamos muito felizes em celebrar essa parceria com o governo de Pernambuco, que vai significar um importante avanço no setor de esgotamento sanitário em Petrolina, declarou o ministro Fernando Bezerra Coelho. O ministro disse também que espera ver assinadas as primeiras ordens de serviço para o início das obras ainda antes do aniversário de Petrolina, em setembro.

O governador Eduardo Campos afirmou que cerca de R$ 30 milhões já foram investidos no saneamento de Petrolina desde 2007. “Agora serão mais R$ 65 milhões em obras de abastecimento de água potável e saneamento. Também vamos comprar os equipamentos para manutenção adequada de todo o sistema de esgoto da sede de Petrolina. É um investimento estruturador da saúde pública. Amanhã nós publicaremos o edital para a contratação da obra, que queremos iniciar até o final de setembro”, disse ele.

Pelos termos do convênio a participação financeira do Ministério da Integração Nacional será de R$ 58,5 milhões, cabendo ao governo pernambucano os restantes R$ 6,5 milhões, a título de contrapartida.

Quando todo o sistema estiver concluído, em 2013, Petrolina deverá se tornar a primeira cidade pernambucana com 100% de saneamento básico, segundo declarou o presidente da Compesa, Roberto Cavalcante Tavares, um dos que assinaram o documento juntamente com Clementino de Souza Coelho, presidente interino da Codevasf, empresa vinculada ao Ministério da Integração Nacional e responsável pelo Programa de Revitalização do São Francisco.

Fonte: www.integracao.gov.br