Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Conselho Gestor do APL Apicultura em Sergipe
conteúdo

Notícias

Conselho Gestor do APL Apicultura em Sergipe

Foi implementado, em Sergipe, o Conselho Consultivo da Apicultura do Baixo São Francisco (CCA-BSF), formado por representantes da Codevasf, Sebrae, Prefeituras, Federação de Apicultores, Secretaria Estadual de Agricultura, além das comunidades envolvidas que indicaram um representante cada
publicado: 27/09/2007 10h40, última modificação: 20/06/2018 17h08

Foi implementado, em Sergipe, o Conselho Consultivo da Apicultura do Baixo São Francisco (CCA-BSF), formado por representantes da Codevasf, Sebrae, Prefeituras, Federação de Apicultores, Secretaria Estadual de Agricultura, além das comunidades envolvidas que indicaram um representante cada. O objetivo do Conselho é apoiar a gestão do Arranjo Produtivo Local (APL) de Apicultura. Durante o ano, serão realizadas duas reuniões para discutir investimentos e estratégias para o crescimento do setor como meio de desenvolvimento econômico. A coordenação, nos primeiros dois anos, ficará a cargo da Codevasf.

Com essa estratégia, a expectativa é que até 2010 a apicultura na região se consolide como uma atividade geradora de renda e divisas socioeconômicas. "A apicultura hoje é uma realidade no Baixo São Francisco. Conseguimos, em menos de dois anos, elevar a renda familiar das comunidades diretamente atingidas em aproximamente 30%. A produção apícola teve um incremento de mais de 300% e as comunidades estão motivadas e preocupadas com a preservação das florestas, uma vez que sem a caatinga a produção apícola fica totalmente comprometida", comenta o engenheiro florestal da Codevasf, Ronaldo Fernandes Pereira, coordenador de APLs.

Apoio integrado

O CCA-BSF foi implementado durante o evento, no Instituto Xingó, para conclusão da primeira etapa do processo destinado a capacitação e apoio à produção do APL de apicultura de Sergipe. Participaram todos os parceiros envolvidos, como Sebrae, Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), DRS do Banco do Brasil, Associações Locais, Fapise, Instituto Bioterra, Universidade Federal de Sergipe e Prefeituras. Foram mobilizados 120 participantes. Todos tiveram a oportunidade de apontar as falhas ocorridas no processo e incluir sugestões para a melhoria da metodologia aplicada.

O trabalho envolve atividades com foco na produção do pólen e do mel, sendo que para 2007/2008 serão incluídos trabalhos com a produção de própolis e meliponicultura, beneficiando aproximandamente 100 famílias de oito municípios do Baixo São Francisco: Canindé do São Francisco, Monte Alegre de Sergipe, Poço Redondo, Porto da Folha, Japaratuba, Pirambu, Neópolis e Pacatuba.

Um dos pontos mais debatidos foi a necessidade do cooperativismo e da qualidade do produto da região. Para isso, em 2007, a Codevasf, em parceria com a Secretaria de Programas Regionais (SPR) do Ministério da Integração Nacional, está destinando investimentos para a obtenção do Selo de Inspeção Federal (SIF) para duas Casas de Mel e apoiando a construção de mais duas na região de Nossa Senhora da Glória e Poço Redondo. Além desses empreendimentos, estão sendo implementadas, em toda a região, unidades de processamento apícola móveis, tipo container. O objetivo é processar o mel em lugar adequado, evitando assim a colheita diretamente no campo.