Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf vai investir cerca de R$ 127 milhões no Maranhão
conteúdo

Notícias

Codevasf vai investir cerca de R$ 127 milhões no Maranhão

Cerca de R$ 127 milhões serão aplicados no Maranhão pela Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba). Os recursos serão investidos em diversos programas e projetos desenvolvidos pela empresa, beneficiando 149 municípios nas bacias dos rios Parnaíba, Itapecuru e Mearim no estado. Dentre as ações que são alvo dos investimentos da empresa destacam-se obras de esgotamento sanitário; instalação de cisternas por meio do programa Água para Todos; apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs); além de obras de infraestrutura. A Codevasf foi instalada no Maranhão em setembro deste ano.
publicado: 28/11/2012 18h32, última modificação: 20/06/2018 17h15

Cerca de R$ 127 milhões serão aplicados no Maranhão pela Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba). Os recursos serão investidos em diversos programas e projetos desenvolvidos pela empresa, beneficiando 149 municípios nas bacias dos rios Parnaíba, Itapecuru e Mearim no estado. Dentre as ações que são alvo dos investimentos da empresa destacam-se obras de esgotamento sanitário; instalação de cisternas por meio do programa Água para Todos; apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs); além de obras de infraestrutura. A Codevasf foi instalada no Maranhão em setembro deste ano.

As informações sobre ações da Codevasf no Maranhão foram apresentadas pelo superintendente regional João Batista Martins, em audiência pública na Assembleia Legislativa do estado. Em sua apresentação, ele destacou os grandes projetos que a empresa desenvolve em sua área de atuação e que agora passam a beneficiar também o Maranhão. Na área de esgotamento sanitário, por meio do Programa de Revitalização das Bacias Hidrográficas do São Francisco e do Parnaíba, a Codevasf estará aplicando cerca de R$ 99,3 milhões – recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). As obras irão beneficiar 75.366 maranhenses que habitam zonas urbanas de municípios com população de até 50 mil habitantes. A ação irá promover a melhoria das condições sanitárias locais, a conservação dos recursos naturais e a eliminação de focos de poluição, entre outros benefícios. Nesse primeiro momento, as ações referem-se apenas à Bacia do Parnaíba.

No âmbito do Programa Água para Todos, a Codevasf pretende dar continuidade às instalações de cisternas no estado. Os reservatórios têm capacidade para armazenar até 16 mil litros de água, propiciando às populações melhores condições para enfrentar os períodos de estiagem captando água dos telhados das casas. Até o momento já foram instaladas 1.409 cisternas nos municípios de Arari, Cantanhede, Codó, Matões do Norte e São Mateus do Maranhão.

Além disso, a Codevasf tem recursos já empenhados de cerca de R$ 26 milhões para obras de infraestrutura - como pavimentação asfáltica, estradas vicinais, barragens e açudes, entre outras -, provenientes de emendas parlamentares de 2011 e 2012, que deverão beneficiar aproximadamente 183 mil habitantes de 19 municípios.


Apoio aos Arranjos Produtivos Locais

O estado do Maranhão receberá ações do Plano Brasil Sem Miséria, por meio do Programa Desenvolvimento Regional, Territorial Sustentável e Economia Solidária, que visa à inclusão produtiva da população em situação de vulnerabilidade social e de pequenos produtores. O Programa é uma ação do governo federal coordenada pelo Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional e com execução pela Codevasf em sua área de atuação.

Para tanto, a Companhia tem identificado linhas de ação que visam à exploração das potencialidades e vocações regionais, organização dos processos produtivos e de comercialização, valorização do capital humano e da governança local, de acordo com as diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) coordenada pelo Ministério da Integração Nacional. Serão projetos voltados para a estruturação dos Arranjos Produtivos Locais(APL), trabalhando a agricultura familiar, perímetros irrigados, apoio a jovens rurais, aumento da produção e produtividade, capacitação de técnicos e agricultores familiares, inseridos no Programa Desenvolvimento Regional, Territorial Sustentável e Economia Solidária.