Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf realiza seminário de apicultura no Norte de Minas
conteúdo

Notícias

Codevasf realiza seminário de apicultura no Norte de Minas

Mais de 250 participantes, entre estudantes e apicultores, marcaram presença nesta quinta (18) no 9º Seminário de Apicultura do Norte de Minas. A abertura do evento foi realizada pelo diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas, José Augusto de Carvalho, que falou sobre o investimento de R$ 11 milhões que a Codevasf vai fazer na área apícola, com a aquisição de Kits para distribuição aos produtores dos Vales. O chefe de gabinete da Superintendência Regional de Montes Claros, Fernando Britto, representou o superintendente Aldimar Dimas Rodrigues na abertura do evento, que também teve a presença do presidente da Emater de Minas Gerais, Marcelo Franco.
publicado: 18/10/2012 17h44, última modificação: 20/06/2018 17h14

Mais de 250 participantes, entre estudantes e apicultores, marcaram presença nesta quinta (18) no 9º Seminário de Apicultura do Norte de Minas. A abertura do evento foi realizada pelo diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas, José Augusto de Carvalho, que falou sobre o investimento de R$ 11 milhões que a Codevasf vai fazer na área apícola, com a aquisição de Kits para distribuição aos produtores dos Vales. O chefe de gabinete da Superintendência Regional de Montes Claros, Fernando Britto, representou o superintendente Aldimar Dimas Rodrigues na abertura do evento, que também teve a presença do presidente da Emater de Minas Gerais, Marcelo Franco.

A criação de abelhas e o marketing do mel foram os temas do evento que contou com a apresentação de técnicas para melhoria dos índices produtivos da criação de abelhas e estratégias de marketing local a serem adotadas pelas associações de apicultores para estimular o aumento do consumo local dos produtos apícolas. Durante o evento, foram realizadas palestras sobre técnicas produtivas, mercado e marketing do mel.

Kits produtivos de apicultura - Até o final deste ano, a Codevasf estará lançando os editais de licitação para aquisição dos kits produtivos de apicultura que farão com que, produzindo mel e seus derivados, dezenas de produtores do semiárido brasileiro tenham condições de sair da situação de pobreza extrema.

Os apicultores que serão beneficiados pelos kits produtivos estão nesse momento sendo cadastrados pelas equipes de campo da Codevasf. Entre os requisitos, estão o de estar em situação de pobreza extrema – o que significa ter uma renda per capita mensal de até R$ 70 -, ser agricultor familiar, ter área disponível para instalação de apiário com distância mínima de 200 metros de moradias, estábulos e currais, entre outros critérios.

Os kits produtivos que serão adquiridos pela Codevasf e distribuídos entre os apicultores são de tipos diversos, variando de acordo com as características do apicultor, do clima, da área, da flora disponível. Haverá kits individuais com 10 a 30 colmeias completas, kits comunitários de extração de mel, kits estruturantes que poderão comportar entrepostos de mel com capacidade para até 40 toneladas mensais, outros contendo unidades de beneficiamento de pólen ou de cera de abelhas, e ainda os kits estruturantes contendo equipamentos diversos – desde baldes até balanças, tanques e centrífugas.

Sobre apicultura - A Codevasf apoia a estruturação da atividade. Entre 2004 e 2011, a Companhia mobilizou e capacitou aproximadamente 3,3 mil produtores e investiu, juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, cerca de R$ 19 milhões.

O investimento na atividade foi feito em toda área de atuação da Empresa, com destaque para o norte de Minas Gerais; sudeste e sudoeste do Piauí; Moxotó, Araripe, Pajeú e Sertão do São Francisco, em Pernambuco; Microrregiões de Ibotirama, Bom Jesus da Lapa e Juazeiro, na Bahia, e territórios do Baixo São Francisco, em Alagoas e Sergipe.

Minas Gerais, como o resto do país, está buscando se profissionalizar. Segundo a Associação Apícola de Minas (Apimig), houve um aumento no número de empresas no Estado que trabalham com mais de 15 mil colmeias e este grupo responde por cerca de 90% da produção mineira.

Segundo dados do IBGE, os apiários mineiros produziram 2,6 mil toneladas de produtos apícolas em 2009, o que corresponde a 6,7% do volume total do Brasil. E segundo dados da Federação Mineira de Apicultura (Femap), Minas Gerais produz quatro mil toneladas de mel por ano, que geram 13 mil empregos, grande parte em regime de economia familiar. São 4,5 mil apicultores, 85 associações e quatro cooperativas.

Em Minas Gerais foram beneficiadas as comunidades dos municípios de São Francisco, Januária, Mato Verde, Nova Porteirinha, Porteirinha, Mirabela, Bocaiúva, Paraopeba, Matias Cardoso, Jaíba, Catuti, Espinosa, Serranópolis de Minas, Gameleiras, onde a Codevasf já atua há mais de cinco anos com investimentos de apoio à cadeia produtiva da apicultura em pequenas comunidades rurais por meio das ações de apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APL's).