Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf marca presença na 5ª Conferência Brasileira de APLs
conteúdo

Notícias

Codevasf marca presença na 5ª Conferência Brasileira de APLs

A Codevasf participou da 5ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais – 5ª CBAPL, realizada em Brasília (DF), de 8 a 10 de novembro. O evento, realizado bianualmente, é uma iniciativa do Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais (GTP APL), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do qual o Ministério da Integração Nacional (MI) e a Codevasf fazem parte.
publicado: 11/11/2011 16h56, última modificação: 20/06/2018 17h12

A Codevasf participou da 5ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais – 5ª CBAPL, realizada em Brasília (DF), de 8 a 10 de novembro. O evento, realizado bianualmente, é uma iniciativa do Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais (GTP APL), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do qual o Ministério da Integração Nacional (MI) e a Codevasf fazem parte. O diretor interino da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas, Guilherme Almeida, prestigiou o evento, participando do painel “APLS – Crescimento econômico e sustentabilidade”, onde o secretário de Desenvolvimento Regional, do MI, Sérgio Castro, foi um dos painelistas.

Além de atuar na organização do evento, a Codevasf participou da Conferência com uma apresentação institucional, proferida pela gerente de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, Kenia Marcelino, onde foi abordada a atuação da empresa junto aos APLs. A Codevasf apoia os APLs seguindo as diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), coordenada pelo Ministério da Integração Nacional. Desde 2004, a Companhia apoia principalmente ações de apicultura, aquicultura, artesanato, avicultura, bovinocultura, caprinovino, fruticultura, abrangendo 204 municípios nos Vales.

A Codevasf também participou indicando produtores para representar alguns dos APLs em que a empresa desenvolve ações na sua área de atuação.  Participaram quatro entidades: Cerâmica Artesanal Serra da Capivara (PI), Associação das Mulheres Rendeiras do Bairro José e Maria (PE), Associação de Artesãos de Couro de Tilápia (AL) e Associação de Apicultores e Artesãos dos Povoados Tigre e Junça (SE). Durante os três dias do evento, os produtores expuseram diversos artigos artesanais, como rendas, cerâmica e artigos em couro de tilápia e em fibra de taboa, representando os diversos segmentos apoiados pela Codevasf nos vales do São Francisco e do Parnaíba.

Os produtores reconheceram a importância do evento, tanto no nível das discussões sobre os APLs, como na exposição dos seus produtos. “Esse tipo de evento é muito importante para divulgação do nosso trabalho. Sempre somos convidados e participamos de feiras e exposições”, afirma o apicultor Domingos Lisboa, presidente da Associação de Apicultores e Artesãos dos Povoados Tigre e Junça, de Sergipe. Da mesma opinião, a artesã Eliane Silveira, da Associação de Artesãos de Couro de Tilápia, de Alagoas, ressalta também a importância dos contatos com os visitantes. “Além da comercialização, é importante mostrar os nossos produtos. As pessoas ficam curiosas, pois muitas não conhecem o couro de tilápia. O nosso trabalho sempre faz sucesso nos eventos”, conclui.


APLs EM DISCUSSÃO

A 5ª CBAPL teve como tema "APLs no Espaço Público: 2ª Geração de Políticas Públicas para Arranjos Produtivos Locais”. A proposta do evento foi criar um espaço dinâmico de debate voltado à compreensão das perspectivas e das possibilidades de aprimoramento da atuação das instituições relacionadas com o tema, na construção participativa de uma Política Nacional de Apoio a Arranjos Produtivos Locais, respeitando-se as características e a estrutura dos diferentes espaços produtivos.

Participaram do evento empresários, representantes de associações de classe empresariais, governanças e gestores de APLs, Governo Federal e Estaduais, gestores técnicos governamentais, agentes financeiros, parceiros dos Núcleos Estaduais de Apoio aos APLs, acadêmicos e parlamentares. Por meio de painéis, mesas redondas e apresentação de experiências locais, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a realidade e a diversidade dos APLs brasileiros, os principais desafios enfrentados e as soluções propostas na busca por resultados mais eficazes e sustentáveis.