Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf leva cisternas de abastecimento de água a escolas e postos de saúde da área rural de Alagoas
conteúdo

Notícias

Codevasf leva cisternas de abastecimento de água a escolas e postos de saúde da área rural de Alagoas

Estudantes, pacientes e profissionais de educação e saúde de cinco municípios do semiárido alagoano estão entre os beneficiados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) com as cisternas de abastecimento humano do programa Água para Todos. Entre 2012 e 2013 a Companhia instalou os reservatórios em 62 escolas e 22 postos de saúde da zona rural do estado. As cisternas implantadas em escolas beneficiam aproximadamente 5.440 pessoas, sobretudo crianças; e os reservatórios dos postos de saúde levam água a um público rotativo calculado em 1.630 pessoas por dia.
publicado: 19/06/2013 12h25, última modificação: 20/06/2018 17h16

Estudantes, pacientes e profissionais de educação e saúde de cinco municípios do semiárido alagoano estão entre os beneficiados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) com as cisternas de abastecimento humano do programa Água para Todos. Entre 2012 e 2013 a Companhia instalou os reservatórios em 62 escolas e 22 postos de saúde da zona rural do estado. As cisternas implantadas em escolas beneficiam aproximadamente 5.440 pessoas, sobretudo crianças; e os reservatórios dos postos de saúde levam água a um público rotativo calculado em 1.630 pessoas por dia.

“Em muitos casos a água que servia a esses locais era comprada de fontes hídricas duvidosas e armazenada de modo inadequado, em contato com o meio externo e com agentes potencialmente contaminantes. Isso trazia riscos e danos à saúde das crianças e dos pacientes”, explica Eduardo Motta, coordenador do Água para Todos na superintendência regional da Codevasf em Alagoas.

Escolas e postos de saúde que apresentam carência de acesso água e estejam localizados nas áreas rurais das regiões em que a Codevasf atua foram incluídas entre os beneficiários do Água para Todos ainda em 2012, quando as cisternas começaram a ser implantadas. O programa é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI) e executado pela Codevasf em sua área de atuação.

“As cisternas, por armazenarem a água da chuva de modo correto, previnem uma série de danos à saúde. As pessoas buscam postos de saúde, por exemplo, com a saúde já debilitada, e infelizmente acontecia de a água servida nesses locais não ser própria para consumo, o que podia agravar os problemas”, analisa Motta.

De acordo com o coordenador, os diretores e professores das escolas e os responsáveis pelos postos de saúde recebem as cisternas com grande satisfação e são treinados a gerir a água e a operar e manter os equipamentos. “A água tem qualidade e é bem armazenada. Como choveu um pouco em novembro e no fim de abril e no início de maio, os reservatórios já estão sendo usados”, diz.

Maria Lindinalva Duarte da Costa, 59, é diretora da Escola Municipal Francisco de Assis, localizada no povoado Serra do Bernardino, em Estrela de Alagoas (AL). Ela relata que o reservatório instalado em sua escola tem sido usado diariamente para saciar a sede das crianças e para o preparo de merendas.

“Precisávamos muito da cisterna. Não há sistema de abastecimento por aqui, então a única fonte de água eram os carros-pipa”, explica. A escola tem 111 crianças matriculadas no ensino fundamental e em sua creche, além de 20 alunos do projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Onze profissionais trabalham na instituição.

De acordo com a diretora, a instalação da cisterna, além de assegurar água de qualidade para a comunidade escolar, motivou atividades pedagógicas relacionadas ao funcionamento do equipamento, à importância de se preservar a água e ao modo como ela deve ser tratada antes do consumo. “Os alunos conheceram o reservatório, sabem como ele armazena e protege a água e fizeram trabalhos escolares sobre o assunto. Todos se envolveram com o tema do abastecimento de água”, diz Maria Lindinalva.

Até junho de 2013 a Codevasf instalou 60.359 cisternas em Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Piauí e Maranhão. Outras 101 mil cisternas serão instaladas pela Companhia até 2014 em Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Piauí e Ceará. Em Alagoas, a Codevasf instalou ao todo 8.179 cisternas nos municípios de Arapicara, Belo Monte, Craíbas, Delmiro Gouveia e Estrela de Alagoas; outras 16.299 cisternas serão implantadas no estado até 2014, em 22 municípios.

Água para Todos

O programa Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e tem como principal meta universalizar o acesso a água entre a população rural do semiárido brasileiro. Entre seus objetivos está o de instalar 750 mil cisternas de abastecimento humano até 2014. Deste montante, a Codevasf deverá instalar 160 mil.

A indicação dos beneficiários é responsabilidade dos Comitês Gestores Municipais, compostos por representantes da sociedade civil, sindicatos de representação rural, associações rurais, igrejas e poder público municipal. Os Comitês devem observar em suas indicações as diretrizes do programa: os beneficiários devem ser famílias residentes em áreas rurais, em situação de extrema pobreza ou pobreza, com carência de acesso a água, renda per capita de até R$ 140,00 e inscrição no Cadastro Único (CadÚnico) de programas sociais do Governo Federal. Aposentados que vivam exclusivamente da renda previdenciária também podem ser beneficiados, mesmo que possuam renda per capita familiar superior a R$140,00.

Os reservatórios são de polietileno e têm entre suas principais características a resistência, a facilidade de instalação e a vedação do armazenamento, que impede a incidência de luz solar e evita a proliferação de algas danosas à qualidade da água. O abastecimento das cisternas ocorre durante os períodos chuvosos: a água da chuva é aparada no telhado da residência onde vive a família beneficiada e conduzida, por meio de um sistema de calhas e canos, para o interior do reservatório.

Com a observância de cuidados básicos – que são comunicados aos beneficiados em treinamentos específicos – a água é própria para se beber e para o preparo de alimentos. Cada reservatório pode armazenar 16 mil litros de água, quantidade suficiente para suprir as necessidades básicas de uma família de cinco pessoas por períodos de estiagem de até seis meses.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/17-codevasf-leva-cisternas-de-abastecimento-de-agua-a-escolas-e-postos-de-saude-de-alagoas.mp3