Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf e Cemig lançarão dez mil alevinos na bacia do São Francisco nesta sexta
conteúdo

Notícias

Codevasf e Cemig lançarão dez mil alevinos na bacia do São Francisco nesta sexta

Dez mil alevinos de espécies nativas serão soltos no rio Picão, um sub-afluente do rio São Francisco, nesta sexta (15) às 9 h, em Bom Despacho (MG). A ação de peixamento é fruto de convênio entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Serão utilizados cinco mil alevinos de curimatã pacu e cinco mil de matrinxã. Além da Cemig e da Codevasf, também vão participar do evento a Prefeitura Municipal de Bom Despacho, a 7ª Companhia do Batalhão da Policia Militar de Meio Ambiente e escolas públicas da localidade.
publicado: 14/03/2013 15h07, última modificação: 20/06/2018 17h16

Dez mil alevinos de espécies nativas serão soltos no rio Picão, um subafluente do rio São Francisco, nesta sexta (15) às 9 h, em Bom Despacho (MG). A ação de peixamento é fruto de convênio entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Serão utilizados cinco mil alevinos de curimatã pacu e cinco mil de matrinxã. Além da Cemig e da Codevasf, também vão participar do evento a Prefeitura Municipal de Bom Despacho, a 7ª Companhia do Batalhão da Policia Militar de Meio Ambiente e escolas públicas da localidade.

Essa ação tem como objetivo a recomposição da ictiofauna de rios, lagoas e grandes reservatórios hídricos na bacia do São Francisco. Além da revitalização desses ambientes, busca a sustentabilidade da atividade pesqueira com o aumento da abundância de peixes e a diminuição dos efeitos dos impactos ambientais sobre grande parte das espécies mais visadas. Também pretende recuperar peixes que encontram-se ameaçados de extinção.

Para o tenente Luciano de Oliveira, da 7ª Companhia do Batalhão da Policia Militar de Meio Ambiente, a realização do peixamento tem grande importância do ponto de vista ambiental e econômico, dentre outros benefícios.

“Por meio dos peixamentos, temos uma melhor condição de repovoamento dos mananciais afluentes do rio São Francisco e promoção da preservação ambiental, com o patrocínio das entidades que trabalham com o meio ambiente. Do ponto de vista econômico, o peixamento repercute na atividade dos pescadores profissionais cadastrados na região, que praticam a pesca nos rios que fazem parte da bacia do São Francisco, como o rio Picão, uma vez que essa ação promove um aumento no volume de espécies nesses rios”, conclui.

Geraldo Magela, morador de Bom Despacho e pescador profissional há dez anos, comemora a realização de mais um peixamento na região e avalia positivamente essa iniciativa. “Esse trabalho é importante para repovoar os rios que estão com poucos peixes devido a diversos problemas, como a escassez de chuva na região e poluição”, explica.

Ouça a notícias da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/15-cerca-de-10-mil-alevinos-serao-soltos-no-rio-sao-francisco-em-minas-gerais.mp3