Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > BA: Agricultores remanejados do perímetro Mirorós escolhem lotes em Formoso, Nupeba e Riacho Grande
conteúdo

Notícias

BA: Agricultores remanejados do perímetro Mirorós escolhem lotes em Formoso, Nupeba e Riacho Grande

Os agricultores que participam do processo público de remanejamento do perímetro Mirorós, em Ibipeba, no oeste baiano, vão escolher os lotes de destino no perímetro de Formoso, em Bom Jesus da Lapa (BA), nesta quinta (13) e sexta (14) na 2ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).
publicado: 10/06/2013 15h59, última modificação: 20/06/2018 17h16

Os agricultores que participam do processo público de remanejamento do perímetro Mirorós, em Ibipeba, no oeste baiano, vão escolher os lotes de destino no perímetro de Formoso, em Bom Jesus da Lapa (BA), nesta quinta (13) e sexta (14) na 2ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Na última semana, os produtores que manifestaram interesse na transferência para os perímetros Nupeba e Riacho Grande, em Riachão das Neves (BA), escolheram os lotes de destino durante reunião no escritório de apoio técnico da Codevasf em Barreiras (BA). O remanejamento atende à demanda dos agricultores que sofrem com a crise de falta de água na barragem Manoel Novaes, que afeta o perímetro irrigado de Mirorós.

"Nós chegamos a esse acordo com a Codevasf para realizar o processo de transferência. É bom para o produtor porque ele volta a produzir, uma vez que a água do rio Grande atende às nossas necessidades", afirma José Adelson da Silva, agricultor que representa os interessados nesse processo de remanejamento. O rio Grande é a fonte hídrica do Distrito de Irrigação dos Perímetros Irrigados Nupeba e Riacho Grande.

O gerente regional de Empreendimentos de Irrigação da 2ª Superintendência da Codevasf e presidente da comissão de seleção da chamada pública, Antônio Carlos Monteiro, destaca que o entendimento entre os agricultores facilitou o processo de remanejamento para os perímetros Nupeba e Riacho Grande. “O edital estabelecia que cada produtor poderia apresentar três pretensões de lotes, mas eles se entenderam muito bem e cada um apresentou apenas uma pretensão, de maneira que não houve conflito. Em Formoso, também não deverá haver dificuldade”, explica.

O edital de chamada pública, exclusivo para os produtores irrigantes de Mirorós, recebeu 56 propostas interessadas no remanejamento – 17 para Formoso e 39 para Nupeba e Riacho Grande. Nesses três perímetros, a Codevasf disponibilizou 1.375 hectares: 400 ha irrigáveis e 40 ha de sequeiro em Formoso; 320 ha irrigáveis e 300 ha de sequeiro em Nupeba; e 230 ha irrigáveis e 85 ha de sequeiro em Riacho Grande. Em Mirorós, os agricultores remanejados ocupavam cerca de 400 hectares.

“O remanejamento tem dupla vantagem: alivia a demanda de água em Mirorós e melhora a ocupação dos perímetros Formoso, Nupeba e Riacho Grande”, afirma Antônio Carlos Monteiro.

De acordo com os critérios estabelecidos no edital, os agricultores selecionados e classificados têm assegurada a troca de sua área em Mirorós por outra em um dos perímetros escolhido. A nova área será equivalente, no mínimo, ao tamanho da atual área de cada produtor. Os interessados também puderam adquirir áreas adicionais disponíveis para ampliar a área de cultivo.

José Adelson da Silva diz que a produção de banana será o carro-chefe desses perímetros, mas que outras culturas, como pinha e goiaba, serão avaliadas para garantir a diversificação. "Temos expectativa que, devido ao conhecimento acumulado em Mirorós, seremos bem-sucedidos nessa nova empreitada", completa.

O agricultor familiar Francisco Rocha Pires, que já produzia banana, avalia positivamente a transferência para Nupeba. “A expectativa é boa. Vamos pegar um lote, irrigar e voltar a produzir banana. Aqui tem água e terra para trabalhar”. A previsão é que os agricultores remanejados comecem a produzir nos próximos meses.

Mirorós – A atual crise hídrica na região foi agravada pelo corte total do fornecimento de água para a irrigação determinado pela Agência Nacional das Águas (ANA) em abril do ano passado, em virtude dos níveis críticos da barragem.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/08-agricultores-remanejados-do-perimetro-miroros-escolhem-lotes-em-formoso-nupeba-e-riacho-grande.mp3