Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Assistência técnica da Codevasf busca consolidar produção orgânica no Vale do São Francisco
conteúdo

Notícias

Assistência técnica da Codevasf busca consolidar produção orgânica no Vale do São Francisco

Nessa quarta-feira (20) começou uma nova e importante fase para o grupo “Produção Orgânica Vale do São Francisco”, que tem se destacado na região por investir na produção de hortaliças e frutas orgânicas. Após o lançamento na feira do bairro Areia Branca - que tem tido uma maior procura a cada semana - os produtos orgânicos do Vale agora também estarão em dois supermercados da cidade.
publicado: 21/06/2012 11h23, última modificação: 20/06/2018 17h13

Nessa quarta-feira (20) começou uma nova e importante fase para o grupo “Produção Orgânica Vale do São Francisco”, de Petrolina (PE), o qual tem se destacado na região por investir na produção de hortaliças e frutas orgânicas. Após o lançamento na feira do bairro Areia Branca - que tem tido uma maior procura a cada semana - os produtos orgânicos do Vale agora também estarão em dois supermercados da cidade.

Os resultados que hoje começam a surgir são devidos a um investimento da Codevasf nos serviços de assistência técnica e extensão rural (ATER) que oferecem treinamento e instrução a milhares de famílias dos perímetros irrigados de Pernambuco. São 50 profissionais que se dedicam ao fortalecimento da cadeia orgânica. Na “Produção Orgânica Vales do São Francisco”, de três a quatro técnicos acompanham de perto todo o processo, dando orientação quanto ao manejo e à produção. Além disso, há um técnico para apoiar no processo de comercialização do grupo.

Nos estabelecimentos que inicialmente irão receber esses produtos, estão instalados dois freezers. Pela manhã, o grupo de produtores se reúne em um galpão, onde é feita a contagem, a pesagem e é colocado o selo da Chão Vivo, um dos mais importantes certificadores do continente que atesta a qualidade do produto e foi entregue a mais de 30 produtores na última Fenagri. Depois eles são encaminhados para o supermercado e colocados para venda.

O engenheiro da Codevasf e presidente do Conselho de Segurança da Agricultura Orgânica (Consea), Osnan Soares Ferreira, acredita que em breve esses produtos estarão em mais estabelecimentos. “A expectativa é que em agosto outros supermercados passem a receber esses produtos. Por enquanto, o grupo está em dois supermercados, nas segundas, quartas e sextas. São diversas hortaliças e frutas, como cebolinha, coentro, alface, salsa, hortelã, rabanete, acerola e banana. Ao todo são 67 produtos cadastrados. Por enquanto ainda não estamos fornecendo todos, mas é nosso objetivo”, informou.

Os produtos orgânicos têm sido cada vez mais procurados por aqueles que buscam uma vida mais saudável e querem um planeta sustentável. Sua principal característica é não utilizar agrotóxicos, adubos químicos ou substâncias sintéticas que agridam o meio ambiente. Para ser considerado orgânico, o processo produtivo contempla o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais.