Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Água para Todos universaliza acesso à água em Ibotirama (BA) e ultrapassa mil cisternas instaladas em Bodocó (PE)
conteúdo

Notícias

Água para Todos universaliza acesso à água em Ibotirama (BA) e ultrapassa mil cisternas instaladas em Bodocó (PE)

O programa Água para Todos universalizou, neste mês de agosto, o acesso à água em Ibotirama, no Médio São Francisco baiano, e ultrapassou mil cisternas instaladas no município de Bodocó, em Pernambuco. Em Ibotirama, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) – executora do programa em sua área de atuação -, instalou 823 cisternas na zona rural, num investimento de aproximadamente R$ 4 milhões, beneficiando famílias que não tinham acesso suficiente ou adequado ao recurso hídrico. Em Bodocó foram 1.020 famílias beneficiadas até segunda (13), e outras 350 cisternas já foram entregues, devendo ser instaladas nos próximos dias.
publicado: 16/08/2012 12h47, última modificação: 20/06/2018 17h14

O programa Água para Todos universalizou, neste mês de agosto, o acesso à água em Ibotirama, no Médio São Francisco baiano, e ultrapassou mil cisternas instaladas no município de Bodocó, em Pernambuco. Em Ibotirama, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) – executora do programa em sua área de atuação -, instalou 823 cisternas na zona rural, num investimento de aproximadamente R$ 4 milhões, beneficiando famílias que não tinham acesso suficiente ou adequado ao recurso hídrico. Em Bodocó foram 1.020 famílias beneficiadas até segunda (13), e outras 350 cisternas já foram entregues, devendo ser instaladas nos próximos dias.

O município pernambucano de Bodocó, no sertão do estado, é conhecido na região por sua bacia leiteira, que rendeu à cidade a fama de produzir alguns dos melhores queijos de coalho e doces de leite do Nordeste. A criação de gado de leite, entretanto, demanda alto consumo de água para consumo direto do animal e manutenção da pastagem, algo que, no Sertão do Araripe, acostumado com a seca anual, exige diversos sacrifícios por parte da população.

A universalização do acesso à água em Ibotirama é a primeira a acontecer na Bahia e representa um marco nas políticas públicas do governo federal no estado. A secretária de Agricultura do município, Andrezza de Cássia Lino de Souza, classifica essa ação como histórica para Ibotirama. Os moradores de comunidades como Areia Branca, Assentamento de Linha, Caraíbas, Barro Branco e Itapeba de Baixo manifestaram satisfação com o recebimento das cisternas, e destacaram que nunca ficaram tão esperançosos com a espera da chuva como neste ano.


Água para Médio São Francisco baiano - Por meio do programa Água para Todos, será universalizado o acesso à água em seis cidades no Médio São Francisco baiano. Já estão validadas cerca de 7,8 mil famílias nas cidades de Ibotirama, Barra, Boquira, Macaúbas, Caetité e Riacho de Santana.

De acordo com o levantamento inicial dos Ministérios do Desenvolvimento Social e da Integração Nacional, 6.277 beneficiários seriam contemplados com cisternas, porém, graças ao trabalho dos comitês gestores municipais, esses números foram superados devido, também, a consultas e levantamentos feitos junto às comissões comunitárias em todas as localidades da zona rural dos municípios.

Já foram iniciadas instalações de cisternas nos municípios de Boquira e Macaúbas. A previsão é que sejam atendidas 2,5 mil famílias e que, nos meses de agosto e setembro, as unidades estejam totalmente instaladas.


Avanços do programa - O Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e integra o Plano Brasil Sem Miséria, lançado pela presidenta Dilma Rousseff em Arapiraca (AL) em julho de 2011 para erradicar a pobreza extrema. Em sua área de atuação, a Codevasf já instalou mais de 15 mil cisternas em 29 municípios, em áreas rurais prioritariamente situadas no semiárido nordestino brasileiro.

Com a aceleração, no último mês de julho, do ritmo de validação das famílias, a ampliação das equipes de campo e o aumento de frentes de trabalho das empresas instaladoras das cisternas, a Codevasf assegura o cumprimento da meta de beneficiar 60 mil famílias até dezembro deste ano, para que estas possam ter mais tranquilidade durante a seca. Com isso, a empresa estará dando a partida, ainda este ano, para validar mais 90 mil famílias, traduzindo investimentos totais de R$ 750 milhões.

Antes da instalação da cisterna, a Codevasf segue uma estratégia para garantir a correta distribuição dos reservatórios. Para isso, o programa organiza Comitês Gestores Municipais formado por representantes da sociedade civil organizada, sindicatos de representação rural, associações rurais, igrejas, pastorais e do poder público municipal, além de Comissões Comunitárias. O comitê auxilia na mobilização local das comunidades visando ao cadastramento e à validação das famílias a serem beneficiadas.

A indicação das localidades cabe ao comitê, bem como a relação dos beneficiários, obedecendo aos critérios do programa – famílias de áreas rurais, prioritariamente do semiárido, em situação de pobreza e extrema pobreza associada à carência de acesso à água com renda per capita de até R$ 140,00, desde que inscritas no CadÚnico, e também aos aposentados que, mesmo possuindo renda per capita familiar acima de R$140,00, vivam exclusivamente de sua renda previdenciária.

Para garantir o perfeito funcionamento e uso adequado das cisternas, são promovidos cursos de Gestão da Água com as famílias beneficiadas. Nessas capacitações os participantes são orientados quanto à utilização da água sem desperdício e instruções para a manutenção dos reservatórios.