Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Água para Todos inicia construção de 367 mil cisternas
conteúdo

Notícias

Água para Todos inicia construção de 367 mil cisternas

O Programa Água para Todos, que será instituído pela Presidenta Dilma, mediante decreto a ser assinado nesta segunda-feira (25/07), no município alagoano de Arapiraca, será coordenado pelos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, tendo como principal objetivo garantir o amplo acesso à água, seja para o consumo próprio ou para a produção de alimentos e a criação de animais destinados à sua segurança nutricional.
publicado: 25/07/2011 14h14, última modificação: 20/06/2018 17h11

O Programa Água para Todos, que será instituído pela Presidenta Dilma, mediante decreto a ser assinado nesta segunda-feira (25/07), no município alagoano de Arapiraca, será coordenado pelos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, tendo como principal objetivo garantir o amplo acesso à água, seja para o consumo próprio ou para a produção de alimentos e a criação de animais destinados à sua segurança nutricional.

Até 2014, serão implantados 750.000 cisternas e 6 mil sistemas simplificados de abastecimento direcionados para o consumo humano, garantindo o acesso à água limpa para considerável parcela da população ainda excluída dessa necessidade básica. Com relação à produção, as metas são de 3.000 barragens de acumulação de água pluvial, 150.000 cisternas de produção e 20.000 pequenos sistemas de irrigação. Os novos mecanismos permitirão a ampliação da capacidade produtiva dos pequenos agricultores, garantindo o desenvolvimento regional com sustentabilidade, uma vez que poderão comercializar o excedente produzido.

Como meta do programa para 2011 estão previstas a instalação de 343 mil cisternas para o consumo humano e 24,2 mil equipamentos hídricos para produção (cisternas de produção, pequenas barragens, sistemas simplificados de irrigação). Durante a cerimônia de lançamento do programa, ocorrerá a assinatura dos primeiros instrumentos operacionais, os editais para aquisição de 60.000 cisternas e 2.000 equipamentos para irrigação, que constituem as metas do Ministério da Integração Nacional neste primeiro momento.

O público destinatário do Programa é composto pelas famílias com renda mensal inferior à da linha da pobreza extrema definida pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e que constem do Cadastro Social Único do Governo Federal. O percentual expressivo de 66,5% da população rural brasileira em situação de extrema pobreza se encontra no nordeste brasileiro, razão pela qual o lançamento e as primeiras ações do Água para Todos serão realizadas nessa região, cabendo lembrar que o programa compõe o Plano Brasil Sem Miséria e terá abrangência nacional.

São parceiros da ação, além dos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba – CODEVASF, a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), o Banco do Brasil, o Banco do Nordeste, a entidade ASA – Articulação no Semiárido Brasileiro e os Governos Estaduais.

Fonte: Ministério da Integração Nacional

SAIBA MAIS:

Governo lança plano no Nordeste para atacar pobreza extrema