Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Abastecimento de água
conteúdo

Notícias

Abastecimento de água

A Codevasf em Minas Gerais começa o ano investindo em ações de abastecimento de água em localidades carentes. Serão liberados mais de R$ 340 mil para a construção de pequenas barragens e obras de captação e distribuição de água
publicado: 12/01/2007 16h39, última modificação: 20/06/2018 17h06

A Superintendência Regional da Codevasf em Minas Gerais começa o ano investindo pesado em ações de abastecimento de água em localidades carentes. Serão liberados mais de R$ 340 mil para a construção de duas pequenas barragens em Francisco Sá e obras de captação e distribuição de água no município de Formoso, no assentamento São Francisco. Convênios nesse sentido já foram assinados e os recursos serão liberados nos próximos dias.

Com a prefeitura de Francisco Sá, a Codevasf já assinou o convênio desde o ano passado para a construção de duas pequenas barragens nos córregos do Cedro e Mata Veados, ambos no distrito de Catuní. O valor do convênio é de R$ 94.736,84 e as obras deverão beneficiar produtores rurais da região que hoje sofrem com a falta de água no período da seca.

Segundo o superintendente da Codevasf, Anderson Chaves, o dinheiro já está disponibilizado para a prefeitura de Francisco Sá. "Só não foi ainda liberado porque o prefeito Ronaldo Ramon não conseguiu, até o momento, liberar a documentação necessária, quanto à situação de adimplência do município junto aos órgãos federais, apesar dos vários pedidos da Codevasf", afirma Chaves.

ASSENTAMENTO

O outro convênio, no valor de R$245.899,50, foi assinado com a Fundação Pró-natureza (FUNATURA), para obras de abastecimento de água no Assentamento São Francisco, no município de Formoso. O assentamento é formado por uma comunidade oriunda do Parque Nacional Grande Sertão Veredas, composto por 90 famílias de pequenos produtores, com uma população total de cerca de 450 pessoas.

Os recursos vão ser aplicados na aquisição de tubulações e conjunto de bombas flutuantes, implantação de sistema de adutoras e construção de dois reservatórios de 60 mil litros cada. Com as obras, ficará resolvido o problema de falta de água para as 90 famílias, que hoje vivem grandes dificuldades com a falta do precioso líquido. Segundo Anderson Chaves, os recursos deverão ser liberados imediatamente e técnicos da Codevasf darão assistência na execução das obras.