Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Revitalização em Minas Gerais
conteúdo

Notícias

Revitalização em Minas Gerais

O superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Anderson Chaves esteve reunido nesta semana com várias lideranças comunitárias, o prefeito de Bocaiúva (MG), Alberto Caldeira, o vice-prefeito e vereadores para apresentar o plano de trabalho que o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Integração Nacional e da Companhia que dirige, irá desenvolver naquele município dentro do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco.
publicado: 26/12/2008 09h42, última modificação: 20/06/2018 17h03

 O superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Anderson Chaves esteve reunido nesta semana com várias lideranças comunitárias, o prefeito de Bocaiúva (MG), Alberto Caldeira, o vice-prefeito e vereadores para apresentar o plano de trabalho que o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Integração Nacional e da Companhia que dirige, irá desenvolver naquele município dentro do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O plano é fruto de empenho pessoal do prefeito , que em companhia do superintendente da estatal estiveram em Brasília junto ao ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira.

Segundo o superintendente, serão investidos quase 12 milhões de reais naquele município, em obras de saneamento básico e implantação de ações de controle de processos erosivos. São 11 milhões de reais em obras de saneamento básico, executadas no perímetro urbano de Bocaiúva e mais de R$ 913 mil aplicados em ações de controle de processos erosivos da sub-bacia do córrego Guavinipan.


O sistema de esgotamento sanitário que será implantado em Bocaiúva faz parte da conclusão das obras de uma estação de tratamento de esgoto, implantação de 1.330 ligações domiciliares e 23 quilômetros de rede coletora de esgoto, construção de quatro elevatórias e, ainda, a construção de 2.700 metros de interceptores no córrego Macaúbas. Com a conclusão dessas obras, previstas para os próximos dois anos, toda a população urbana bocaiuvense, cerca de 35 mil pessoas, será beneficiada.

As ações de controle de processo erosivo a serem executadas na sub-bacia do córrego Guavinipan serão de cercamento de nascentes, construção de 20 quilômetros de cerca para proteção de matas de topo e ciliares, construção de 800 unidades de captação de água de enxurrada, construção de terraços e recuperação de várias estradas rurais. Com esse trabalho, que tem seu início previsto para os próximos três meses, a Codevasf acredita que dentro de bem pouco tempo, o córrego Guavinipan se tornará perene o ano inteiro, com grande fluxo de água para consumo humano, animal e uso em pequenas hortas comunitárias.

O prefeito Alberto Caldeira, em seu pronunciamento, disse que, nos últimos cinco anos, a Codevasf tem desempenhado um papel altamente social na região. Segundo o prefeito, hoje, a Companhia vai aos municípios conhecer mais de perto os problemas que afligem cada um deles. Em Bocaiúva, de acordo com Alberto Caldeira, nos últimos anos a Codevasf implantou uma unidade de beneficiamento de mel, beneficiando mais de 60 pequenos produtores rurais e perfurou vários poços tubulares em comunidades rurais, onde existia uma grande dificuldade para se conseguir água até mesmo para consumo humano.