Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > População motivada com obra de esgotamento em Cedro (PE)
conteúdo

Notícias

População motivada com obra de esgotamento em Cedro (PE)

A Escola José Urias Novaes, no município de Cedro (PE), transformou-se na última quinta-feira (19/11) num plenário para o livre exercício da cidadania
publicado: 23/11/2009 16h15, última modificação: 20/06/2018 17h05

A Escola José Urias Novaes, no município de Cedro (PE), transformou-se na última quinta-feira (19/11) num plenário para o livre exercício da cidadania. O ambiente democrático configurado por meio da participação popular na gestão pública ocorreu por conta da audiência pública promovida pela Codevasf sobre o esgotamento sanitário da área urbana de Cedro. O encontro reuniu mais de cem pessoas entre cidadãos comuns e representantes de vários segmentos sociais, todos motivados em colaborar com a execução das obras.

O superintendente da Codevasf em Pernambuco, Luís Frota, frisou os benefícios que o tratamento do esgoto proporcionará aos habitantes, o que, segundo ele, justifica a motivação dos cedrenses. Com base em dados do Instituto Trata Brasil, uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP) dedicada às questões do saneamento no país, Frota destacou que a coleta e o tratamento de esgoto diminui a mortalidade infantil, aumenta a capacidade de crescimento físico, entre outras vantagens. “No Brasil, sete crianças morrem diariamente por doenças de transmissão hídrica e as principais vítimas possuem entre 1 a 6 anos. Outro dado interessante: a altura média de quem tem cobertura de saneamento é de 1,65 metros contra 1,63 metros de quem não tem saneamento (ganho de 0,5% na altura)”, enumera.

Assim como o fez o superintendente da Codevasf, o prefeito de Cedro, Josenildo Leite Soares, também alertou a população quanto algumas questões temporárias relativas ao andamento das obras, como a interdição de ruas. Segundo Soares isso já acontece na Rua Santa Cruz, nas proximidades do cemitério público, onde o trabalho de escavação já foi iniciado pela construtora Duarte Carvalho, responsável pela obra. Além do prefeito, outras autoridades municipais prestigiaram a audiência, com destaque para os vereadores. Por causa do evento, a Câmara Municipal atrasou em uma hora a sessão legislativa do dia; dos nove parlamentares que compõem o poder legislativo municipal em Cedro, apenas um deixou de ir à Escola José Urias Novaes.

Os populares presentes ao evento apresentaram questionamentos referentes à obra. Uma das principais dúvidas foi sobre a responsabilidade pela reposição do calçamento. O superintendente Luís Frota esclareceu que as calçadas serão reconstruídas pela empreiteira que realiza a obra, contudo ele espera que a população colabore na realização do serviço proibindo as crianças de brincarem próximas às valetas ou das máquinas para evitar acidentes.

OBRA – O esgotamento sanitário da cidade de Cedro custará aproximadamente R$ 5 milhões financiados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A obra vai levar rede coletora para mais de 1.500 residências para uma população próxima aos 8 mil habitantes. Estima-se que sejam gerados mais de 80 empregos diretos e indiretos.