Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Novo Conselho Gestor da APA do Marituba do Peixe
conteúdo

Notícias

Novo Conselho Gestor da APA do Marituba do Peixe

Os novos membros do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) do Marituba do Peixe no baixo São Francisco foram empossados na Superintendência Regional da Codevasf em Penedo (AL). Entre os desafios colocados aos novos conselheiros, com mandato para o quadriênio 2009-2012, estão a proteção aos ecossistemas existentes no chamado “Pantanal Alagoano” e a estruturação na área de atividades turísticas que não promovam o desequilíbrio ecológico.
publicado: 27/04/2009 11h56, última modificação: 20/06/2018 17h04

Os novos membros do Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) do Marituba do Peixe no baixo São Francisco foram empossados na Superintendência Regional da Codevasf em Penedo (AL). Entre os desafios colocados aos novos conselheiros, com mandato para o quadriênio 2009-2012, estão a proteção aos ecossistemas existentes no chamado “Pantanal Alagoano” e a estruturação na área de atividades turísticas que não promovam o desequilíbrio ecológico.

O Conselho Gestor da APA do Marituba do Peixe é composto de forma paritária por representantes de organizações não-governamentais, organizações comunitárias, instituições científicas, poder público municipal, estadual e federal e empresários. Entre suas funções, está o dever de fazer cumprir as diretrizes do Plano de Manejo da área de proteção ambiental; atuar para compatibilizar os interesses dos diversos segmentos sociais relacionados com a unidade de conservação; exercer o controle e fiscalização do uso racional dos recursos ambientais locais e avaliar o orçamento da unidade e o relatório financeiro anual elaborado pelo órgão executor em relação aos objetivos da unidade de conservação.

Representam a Codevasf no Conselho Gestor da APA do Marituba do Peixe o engenheiro de pesca Eduardo Motta e o engenheiro agrônomo Pedro Melo. Ambos foram reconduzidos ao conselho. Eduardo Motta ainda foi eleito vice-presidente do Conselho e também deverá representar o órgão colegiado no Conselho Estadual de Proteção Ambiental de Alagoas (CEPRAM). O presidente será José Soares, funcionário do IMA e chefe da APA do Marituba. Na avaliação do presidente, a nova gestão deverá levar a frente o projeto de desenvolvimento sustentável da área. Já o vice-presidente aponta alguns desafios que deverão ser enfrentados pela nova gestão. “Precisamos implantar os projetos já previstos no plano de manejo e mobilizar as comunidades que habitam a APA para que elas sejam os atores principais deste processo”, declarou.

Eduardo Motta ainda frisou como um dos maiores desafios a substituição das culturas da cana-de-açúcar em áreas de preservação permanente por florestas naturais, o que poderá criar condições para o desenvolvimento de atividades econômicas sustentáveis como o Ecoturismo, a exemplo do investimento que já é realizado por algumas usinas.

O superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Antônio Nelson de Azevedo, pretende ampliar as parcerias com o Conselho Gestor da APA do Marituba como forma de garantir o uso racional da região e promover geração de trabalho e renda. “O Ecoturismo, por exemplo, pode ser uma atividade econômico que promova renda sem ameaçar os ecossistemas do Marituba. Para isso, devemos ter um conselho bastante atuante que identifique oportunidades de desenvolvimento. No entanto, isso deve ocorrer em consonância com o equilíbrio entre o homem e o meio ambiente natural”, destacou.

Na mesma reunião que deu posse ao Conselho, houve ainda um debate acerca da gestão de resíduos sólidos em Piaçabuçu. A conselheira Maria Geilma Feitosa, que também é secretária municipal de Meio Ambiente do município, apresentou as principais dificuldades para organizar a questão e pediu apoio dos outros conselheiros para encontrar soluções. “Viemos aqui buscar parceiros para encontrarmos uma solução compartilhada, que não coloque em risco a APA”, declarou.