Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Audiência pública mobiliza Ipubi (PE)
conteúdo

Notícias

Audiência pública mobiliza Ipubi (PE)

Na quinta-feira (05/11), mais de 100 pessoas participaram da audiência pública promovida pela Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE) para tratar da implantação do esgotamento sanitário na área urbana de Ipubi (PE), sertão do Araripe. O público, em sua maioria professores, estudantes e donas de casa, também era formado por vereadores, representantes de associações e outras entidades e profissionais da imprensa da local.
publicado: 05/11/2009 17h37, última modificação: 20/06/2018 17h05

Na quinta-feira (05/11), mais de 100 pessoas participaram da audiência pública promovida pela Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina (PE) para tratar da implantação do esgotamento sanitário na área urbana de Ipubi (PE), sertão do Araripe. O público, em sua maioria professores, estudantes e donas de casa, também era formado por vereadores, representantes de associações e outras entidades e profissionais da imprensa da local.

Em seu pronunciamento, o prefeito de Ipubi, Francisco Siqueira, ressaltou a importância socioeconômica da obra que, segundo ele, “é uma das maiores em recursos financeiros” recebidas pelo município (o valor aproxima-se de R$ 10 milhões vindos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC). “Toda a cidade será saneada. Esse sistema de esgoto é feito para durar décadas e vai dar uma condição de vida melhor para os nossos netos e bisnetos”, frisou.

Em seguida, o engenheiro civil Ricardo Lisboa, gestor do PAC pela Codevasf
em Pernambuco, repassou à comunidade um resumo do que é a obra: a empresa
contratada para executar o serviço (a empreiteira OTL), os valores monetários, prazo para execução, cronogramas de atividades. Ele ressaltou a política  governamental de saneamento implementada através da Codevasf. Segundo Lisboa, da maneira como os investimentos eram direcionados antes da criação do PAC, “se fossem esperar, as comunidades não seriam atendidas em menos de uma década”.

O superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Luís Frota, fez uma explanação das ações realizadas pela Codevasf no estado, ressaltando aquelas voltadas para o saneamento básico (abastecimento de água e rede de esgoto). Os recursos para essa área ultrapassam a casa dos R$ 300 milhões em 36 municípios. Frota pediu a colaboração dos ipubienses no que se refere à fiscalização e ao andamento da obra, esclarecendo as dúvidas com os fiscais
da Codevasf. “Nós contamos com a compreensão de vocês no que se refere aos
incômodos que serão causados nos próximos dias com ruas interditadas, poeira
dentro de casa, calçadas danificadas. Mas calma, será por pouco tempo”, disse ao público.

Depois dessas explanações, a comunidade apresentou os questionamentos, dos
quais os mais frequentes trataram de assuntos como atraso na execução da
obra, taxa de esgoto e reposição de calçamento. Sobre a taxação, o superintendente lembrou que o Governo de Pernambuco, por meio de decreto, já
está isentando os consumidores que gastam até 10m³ de água por mês. O gestor do PAC, Ricardo Lisboa, informou que houve atraso na liberação da licença ambiental, mas que a obra deve ser concluída dentro do prazo (18 meses). Por fim, ele esclareceu que a recomposição de calçamento e passeios públicos ficará sob responsabilidade da empreiteira OTL.