Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Novo projeto de irrigação da Codevasf
conteúdo

Notícias

Novo projeto de irrigação da Codevasf

O mais novo projeto de irrigação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) fica em pleno Sertão Sergipano. Trata-se do Jacaré-Curituba, localizado no município de Canindé do São Francisco, distante de Aracaju, 213 quilômetros. O município já é conhecido pelas suas atrações turísticas, como o Canyon de Xingó, formado por um vale profundo, com até 170 m e as rochas das encostas são de granito avermelhado e cinza.
publicado: 02/06/2006 17h22, última modificação: 20/06/2018 16h59

O mais novo projeto de irrigação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) fica em pleno Sertão Sergipano. Trata-se do Jacaré-Curituba, localizado no município de Canindé do São Francisco, distante de Aracaju, 213 quilômetros. O município já é conhecido pelas suas atrações turísticas, como o Canyon de Xingó, formado por um vale profundo, com até 170 m e as rochas das encostas são de granito avermelhado e cinza.

O projeto começou a ser construído pelo Ministério da Integração Nacional e pelo governo do estado de Sergipe. As obras principias de uso comum, como tomada d´água na Barragem de Xingó, a adutora, o túnel, a estação de bombeamento e o reservatório de distribuição da água para irrigação do projeto já estão prontos. A Codevasf recebeu através de portaria ministerial (Ministério da Integração Nacional) a delegação para a implantação da primeira etapa da área do projeto de irrigação Jacaré-Curituba. As terras do projeto são do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que já têm, inclusive, as famílias selecionadas e devidamente assentadas na região. A área irrigável chega a 1.800 ha e já tem cultivo certo, como frutas e quiabos. Os produtores comemoram, como é o caso de Ivan Portela, que acredita numa retomada da agricultura do local e a possibilidade de passar mais tempo com a família. “Depois de tudo pronto, não precisarei mais sair da minha região e me arriscar numa estrada para trabalhar em outro local longe da minha família”, explicou o produtor.