Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2005 > Codevasf assina convênios no valor de R$ 3 milhões
conteúdo

Notícias

Codevasf assina convênios no valor de R$ 3 milhões

Reflorestamento de matas ciliares, combate à esquistossomose, ovinocaprinocultura, apicultura e macrodrenagem são ações objeto de convênios no valor total de R$ 2,6 milhões, que a Codevasf assinará na segunda-feira (26) na sede de sua regional sergipana.
publicado: 23/12/2005 07h00, última modificação: 20/06/2018 16h56

Reflorestamento de matas ciliares, combate à esquistossomose, ovinocaprinocultura, apicultura e macrodrenagem são ações objeto de convênios no valor total de R$ 2,6 milhões, que a Codevasf assinará na segunda-feira (26) na sede de sua regional sergipana.

Do montante de recursos, cerca de 80% provêm do Programa de Revitalização Ambiental da Bacia Hidrográfica do São Francisco. Os convênios serão firmados com as Prefeituras Municipais de Neópolis, Ilha das Flores e Brejo Grande, com o Instituto de Desenvolvimento Científico Xingó, com a Fundação para o Desenvolvimento da Agronomia – DESAGRO, da Universidade Federal da Bahia - UFBA, com o Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP, da Universidade Tiradentes - Unit e com o Centro de Capacitação Canudos – CECAC, entidade pertencente ao MST de Sergipe.

Para os três municípios, serão destinados recursos da ordem de R$ 610 mil reais, a serem utilizados nos serviços de macrodrenagem como limpeza de canais, riachos e córregos, revestimento e abertura de valas, construção de bueiros, pontes e pontilhões, beneficiando uma população estimada de 8.400 pessoas em 14 comunidades. O município de Ilha das Flores será contemplado com R$ 300 mil, seguido de Brejo Grande com cerca de R$ 270 mil e R$ 40 mil para o município de Neópolis.

XINGÓ - Nessa mesma solenidade, será assinado convênio da ordem de R$ 372 mil com o Instituto de Desenvolvimento Científico de Xingó, para beneficiar os municípios de Monte Alegre de Sergipe, Poço Redondo, Porto da Folha, Santana do São Francisco, Japaratuba, Pacatuba, Pirambu, Brejo Grande, Neópolis e Canindé do São Francisco.

Os recursos serão utilizados no Projeto Doces Matas, na recuperação de matas ciliares e áreas degradadas no Baixo São Francisco, em estreita articulação como Programa de Revitalização do São Francisco, por meio do apoio à produção de 100 mil mudas florestais para reflorestamernto, com ênfase em plantas melíferas, sensibilização e mobilização de comunidades do Baixo São Francisco sergipano por meio de ações integradas à apicultura.

APL - O convênio com a Desagro/UFBA, no valor de R$ 486 mil beneficiará mil produtores com a estruturação do Arranjo Produtivo Local de ovinocaprinocultura no Sertão do São Francisco, por meio da implantação de unidades-modelo e unidades demonstrativas, aquisição de matrizes, capacitação de produtores e monitoramento do processo produtivo e do mercado, com vistas a promover a diversificação de atividades produtivas da região.