Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2005 > Norte de Minas produz mais de 90 mil toneladas de alimentos
conteúdo

Notícias

Norte de Minas produz mais de 90 mil toneladas de alimentos

Nos primeiros nove meses de 2005, os quatro perímetros de irrigação implantados pela Codevasf no Norte de Minas já produziram mais de 90 mil toneladas de alimentos, que renderam aos produtores um montante aproximado de 40 milhões de reais. A fruticultura teve uma participação de mais de 80 porcento, com 73 mil toneladas produzidas, sendo 61 mil toneladas só de banana.
publicado: 24/11/2005 14h30, última modificação: 20/06/2018 16h56

Nos primeiros nove meses de 2005, os quatro perímetros de irrigação implantados pela Codevasf no Norte de Minas já produziram mais de 90 mil toneladas de alimentos, que renderam aos produtores um montante aproximado de 40 milhões de reais. A fruticultura teve uma participação de mais de 80 porcento, com 73 mil toneladas produzidas, sendo 61 mil toneladas só de banana.

O projeto Jaíba foi o que mais produziu até agora, em 2005, com um total de 41,5 mil toneladas colhidas, numa área de 4.628,62 hectares irrigados. No projeto há ainda uma área em torno de quatro mil hectares cultivados, mas que não se encontram em estágio de produção. Com a colheita, os produtores do Jaíba (1.363 colonos e 132 médios empresários) conseguiram uma receita em torno de 20 milhões de reais.

 Com uma área em produção de 2.870,27 hectares, o Projeto Gorutuba, localizado no município de Nova Porteirinha, obteve uma produção, até setembro, de 32,8 mil toneladas de alimentos, com uma receita bruta de cerca de R$10,5 milhões. A banana foi o produto mais colhido, com 29,6 mil toneladas. Do outro lado do rio Gorutuba, no município de Janaúba, o Projeto Lagoa Grande conseguiu uma colheita de 9.186 toneladas, para uma receita de R$ 2,5 milhões, em 916 hectares irrigados.

Apesar de ser o perímetro com menor área irrigada em produção, apenas 436,91 hectares, o Projeto Pirapora continua sendo o de maior rendimento bruto por hectare. Produziu até agora 6.551 toneladas de frutas, das quais quase duas mil toneladas de uvas de mesa de várias espécies. Dos mais de seis milhões e duzentos mil reais arrecadados pelos produtores, mais de quatro milhões foram resultado da colheita da uva.

Mas a banana continua crescendo no Projeto Pirapora: a colheita agora em 2005 já chegou a mais de 3.400 toneladas. Mas em questão de rendimento perde longe para a uva: rendeu apenas R$1,3 milhão. Até o final do ano, a Codevasf acredita que seus quatro perímetros de irrigação deverão superar a produção do ano passado, ultrapassando as 130 mil toneladas colhidas, com a receita bruta para os produtores passando dos 60 milhões de reais. Os quatro perímetros abrigam hoje cerca de dois mil pequenos e médios produtores, que oferecem cerca de 12 mil empregos diretos e mais de 25 mil indiretos.