Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > Investimentos de R$ 80 milhões no Piauí
conteúdo

Notícias

Investimentos de R$ 80 milhões no Piauí

Até o final de 2004, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) terá investido R$ 80 milhões 939 mil no estado do Piauí.
publicado: 25/10/2004 07h00, última modificação: 20/06/2018 16h54

Até o final de 2004, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) terá investido R$ 80 milhões 939 mil no estado do Piauí.

Até o final de 2004, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) terá investido R$ 80 milhões 939 mil no estado do Piauí.
Os recursos estão sendo utilizados em obras de infra-estrutura, onde se incluem barragens e açudes, pontes, implantação e ampliação de rede de energia elétrica e melhoria de abastecimento d’água.
Para a realização das obras, a Codevasf, empresa vinculada ao Ministério da Integração Nacional, utiliza recursos do orçamento e emendas de bancada, destacadas pelos deputados federais do Piauí.
A construção de seis pontes, interligando cidades do interior do estado à comunidades antes inacessíveis, utiliza recursos de R$ 5,6 milhões. As cidades de Palmeira, Prata, São João da Fronteira, Santa Cruz dos Milagres, além de Luzilândia são beneficiadas com as obras.
A conclusão de redes de energia elétrica em 10 – dos 17 municípios iniciados – já beneficiou 840 famílias. Em 2004, a Codevasf iniciou um arrojado programa de Arranjos Produtivos Locais (APLs) nas áreas de caprinovinocultura, apicultura e piscicultura.
O desenvolvimento das APLs no Piauí inclui a construção do Centro de Maricultura, em parceria com a Embrapa e o Governo do Estado, além do Instituto Tecnológico do Mel.
As duas instituições vão fortalecer a pesquisas, melhorando a qualidade do produto obtido a partir de duas importantes atividades do Piauí: a criação de camarão e a produção de mel.
Segundo o presidente da Codevasf, Luiz Carlos Everton de Farias, as ações da empresa no estado serão fortalecidas em 2005, com as primeiras ações do Plano de Ação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Parnaíba (Planap), a ser elaborado em parceria com a OEA.