Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2004 > DNOCS UTILIZA NOVA TECNOLOGIA NA CRIAÇÃO DE ALEVINOS
conteúdo

Notícias

DNOCS UTILIZA NOVA TECNOLOGIA NA CRIAÇÃO DE ALEVINOS

publicado: 05/08/2004 11h15, última modificação: 17/08/2006 16h02

Agencia Piauí - Teresina - PI - Notícias - 11.08.04

Dnocs utiliza nova tecnologia na criação de alevinos

por Clóvis Barata

O coordenador estadual do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), José Carvalho Rufino, disse, nesta terça-feira (10), que a produção de alevinos nativos e exóticos, desenvolvida pela Estação de Piscicultura Ademar Braga, no Açude Caldeirão, em Piripiri, está acima de 3,5 milhões ao ano.

José Carvalho disse ainda que o aumento na produção de alevinos é o resultado da parceria Dnocs, Governo do Estado e codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba. "O crescimento na produção implica na introdução da tecnologia de reversão sexual na tilápia tailandes. Esse processo tecnológico resultará na transformação da população de alevinos exóticos do gênero feminino para o masculino", disse Carvalho.

Os açudes públicos piauienses estão recebendo atualmente cerca de 2 milhões de alevinos nativos e exóticos produzidos na estação do Caldeirão, em Piripiri. Abastecidos, os açudes vão garantir alimentos para a população e geração de renda na comercialização do pescado.

Os técnicos da Estação de Piscicultura Ademar Braga têm realizado pesquisas e estão viabilizando a produção dos alevinos nativos piau, curimatã e corvina e os chamados exóticos, como a tilápia, tambaqui e carpa. A tilápia tailandesa, em sua fase adulta, apresenta-se em tamanho maior que a tilápia tradicional.

O Dnocs desenvolve ainda pesquisas na Estação da Nazária, produzindo, através de suas equipes técnicas de piscicultura, um trabalho de pesquisa na Estação de Nazária, com a instalação de tanques-redes muito importantes no processo de peixamento na estação.