Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Mudas de espécies nativas da caatinga vão recompor trecho de mata ciliar do São Francisco em Sergipe
conteúdo

Notícias

Mudas de espécies nativas da caatinga vão recompor trecho de mata ciliar do São Francisco em Sergipe

Assentamentos e propriedades rurais do município sergipano de Gararu receberam 6,5 mil mudas de espécies nativas da caatinga para o reflorestamento de matas ciliares. A ação integra o projeto “Florestas Apícolas”, executado em parceria pela Codevasf e pelo Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec). A iniciativa contribui para a revitalização do rio São Francisco, além de favorecer a apicultura.
publicado: 21/07/2017 16h53, última modificação: 20/06/2018 17h37

Ação é fruto de acordo de cooperação técnica entre a Codevasf e o SergipeTec; mais de 20 mil mudas já foram plantadas em todo o estado de Sergipe

Assentamentos e propriedades rurais do município sergipano de Gararu receberam 6,5 mil mudas de espécies nativas da caatinga para o reflorestamento de matas ciliares. A ação integra o projeto “Florestas Apícolas”, executado em parceria pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e pelo Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec). A iniciativa contribui para a revitalização do rio São Francisco, além de favorecer a apicultura.

A ação teve o apoio da diretoria do Meio Ambiente da prefeitura de Gararu, além do Conselho Municipal de Meio Ambiente. Para atender ao objetivo do projeto de proporcionar o reflorestamento integrado ao desenvolvimento econômico, foram selecionadas mudas com alto potencial melífero, ofertando néctar para as abelhas e favorecendo a produção apícola. As mudas selecionadas foram produzidas na Biofábrica de Mudas Vegetais do SergipeTec com o uso de técnicas de cultivo in vitro e enxertia.

O engenheiro florestal Ronaldo Fernandes Pereira, analista em Desenvolvimento Regional da Codevasf e coordenador do projeto “Florestas Apícolas”, disse que o objetivo principal é buscar alternativas para recuperar a vegetação de forma ágil e agregando renda aos produtores. “Pelo cultivo in vitro é possível produzir plantas de qualidade em qualquer época do ano sem a necessidade da semente. Por outro lado, com a enxertia promovemos uma floração mais rápida, com maior produção apícola em menos tempo”, afirmou.

Patrocinado pelo Ministério da Justiça, o projeto “Florestas Apícolas” é uma das iniciativas conjuntas previstas em acordo de cooperação técnica firmado em 2015 pela Codevasf e pelo SergipeTec. Nesse período, já foram produzidas mais de 30 mil mudas nativas dos biomas caatinga e mata atlântica, sendo que mais de 20 mil unidades já foram plantadas em todo o estado de Sergipe. Uma iniciativa para distribuição de abelhas melhoradas geneticamente também está em andamento.

mudas SE“É muito importante essa ação por meio de parcerias, sobretudo quando o município está envolvido, porque é no município que a vida acontece e as necessidades daquela comunidade brotam. Assim, promovemos uma recuperação do meio ambiente direcionada da melhor forma para atender os moradores locais, inclusive criando alternativas para a geração de renda”, afirmou Inaldo Guerra, diretor da Área de Revitalização da Codevasf.

O superintendente regional da Codevasf em Sergipe, César Mandarino, ressaltou o apoio da empresa à produção apícola. “A Codevasf tem realizado uma série de ações para fortalecer a apicultura, beneficiando centenas de famílias no estado. É uma atividade que tem crescido bastante e que representa uma fonte de geração de renda importante para diversas comunidades rurais no semiárido e no Baixo São Francisco”, explicou.

De 2013 até o momento, a Codevasf investiu mais de R$ 1 milhão em ações de inclusão produtiva, estruturando 289 famílias e 17 entidades comunitárias com colmeias, materiais de produção e equipamentos para extração de mel e pólen. O apoio à atividade inclui ainda capacitações e dias de campo para apicultores beneficiados pelas ações de inclusão produtiva.

Fotos:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157675274856456/

Ouça as notícias da Rádio Codevasf:

https://soundcloud.com/codevasf