Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Agenda da presidente da Codevasf no Norte de Minas envolve investimentos de R$ 22,5 milhões
conteúdo

Notícias

Agenda da presidente da Codevasf no Norte de Minas envolve investimentos de R$ 22,5 milhões

Saneamento básico, garantia de água para irrigação, fortalecimento da produção agrícola familiar, inclusão produtiva e repovoamento do rio São Francisco com espécies de peixes nativas estão na pauta da presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, durante visita ao semiárido mineiro nestas terça (31) e quarta-feira (1º).
publicado: 30/01/2017 16h06, última modificação: 20/06/2018 17h35

Mais de 1,5 mil pessoas estão sendo beneficiadas com ações de saneamento ambiental, segurança hídrica, inclusão produtiva e peixamento

Saneamento básico, garantia de água para irrigação, fortalecimento da produção agrícola familiar, inclusão produtiva e repovoamento do rio São Francisco com espécies de peixes nativas estão na pauta da presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, durante visita ao semiárido mineiro nestas terça (31) e quarta-feira (1º).

As obras e serviços a serem entregues ou anunciados pela dirigente da Codevasf somam R$ 22,5 milhões e beneficiam aproximadamente 1.500 pessoas que vivem e produzem no Norte de Minas Gerais, região fortemente afetada pela seca prolongada.

Entre os atos, está a entrega de equipamentos que vai beneficiar 300 produtores familiares com tratores, implementos agrícolas, caminhões, pás carregadeiras, retroescavadeiras, tanques de resfriamento de leite, além de caixas d'água, tubos PVC, conjunto motobomba e outros equipamentos que permitirão a implantação de sistemas simplificados de abastecimento de água em comunidades rurais difusas.

Os recursos que viabilizaram esta ação totalizam cerca de R$ 1 milhão e são oriundos do Orçamento Geral da União, destinados à Codevasf por emendas parlamentares. De acordo com o superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Rodrigo Rodrigues, a previsão de investimentos para este ano com recursos de emendas parlamentares é de R$ 26 milhões. “As emendas ao Orçamento Geral da União se tornaram um instrumento importante de desenvolvimento sustentável”, assinala o superintendente.

Peixamento de barragem

peixamentoA presidente da Codevasf vai também participar da soltura de cinco mil alevinos da espécie nativa curimatã pacu na barragem Gorutuba, que é fonte hídrica do projeto público de irrigação Gorutuba. As espécies foram produzidas pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Três Marias, unidade que pertence à Codevasf e que também será visitada pela presidente.

A ação ambiental, que envolve diversas espécies de peixes nativos do São Francisco, é também desenvolvida pela Codevasf em Minas Gerais por meio do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros de Gorutuba, em Nova Porterinha. Entre os objetivos está não apenas o repovoamento da ictiofauna de rios, lagoas e grandes reservatórios hídricos da bacia, mas também a manutenção e o aumento dos estoques pesqueiros, garantindo o futuro da pesca e gerando renda para a população ribeirinha.

Projeto hidroagrícola

Está ainda na agenda de trabalho de Kênia Marcelino uma visita técnica às obras de construção da primeira barragem do Projeto Jequitaí, para análise das ações necessárias para a retomada do empreendimento nos próximos meses.

jequitaíA obra a ser visitada integra o Projeto Hidroagrícola Jequitaí, que contempla também a futura obra da barragem Jequitaí II e o perímetro público de irrigação. O sistema de barragens tem a finalidade de controlar cheias e regularizar as vazões do rio Jequitaí além de viabilizar a irrigação e a geração energética (capacidade de geração de um total de 20MW).

As barragens também podem potencializar as atividades de abastecimento (segurança hídrica), ecoturismo, recreação, piscicultura e outros segmentos. Os serviços, obras e desapropriações associados à primeira barragem do Projeto Jequitaí somam R$ 311 milhões e envolvem articulação entre os governos federal e estadual.

O sistema de barragens de uso múltiplo irá beneficiar cerca de meio milhão de pessoas em 12 municípios do norte de Minas, cuja população espera a realização da obra há cerca de 50 anos. A área de influência do empreendimento engloba os municípios de Claro dos Poções, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Jequitaí, Lagoa dos Patos, Várzea da Palma, Pirapora, Buritizeiro, Coração de Jesus, Joaquim Felício, Bocaiúva e Montes Claros.

Com a construção da barragem Jequitaí II, será possível o uso do sistema de barragens para irrigação, contribuindo para alavancar o desenvolvimento socioeconômico e promover geração de milhares de empregos para a região.

Estima-se que, uma vez concluído, o projeto irrigado em fase de implantação pela Codevasf será capaz de gerar cerca de 35 mil empregos diretos e 70 mil empregos indiretos. As atividades agrícolas a serem desenvolvidas fortalecerão o polo agroindustrial já existente na região; a previsão é que a área irrigada chegue a 35 mil hectares.

Saneamento ambiental

Kênia Marcelino encerra sua visita ao município de Jequitaí com a inauguração do sistema de esgotamento sanitário daquela cidade. A obra, que integra o Programa de Revitalização da bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, recebeu investimentos federais de aproximadamente R$ 15,7 milhões e beneficia mais de seis mil moradores daquela localidade com coleta e tratamento de esgoto. Além disso, o sistema permitirá a despoluição do rio Jequitaí, trazendo ganhos ambientais e para a saúde da população.

esgotamento jequitaíDividido em duas etapas de implantação, o sistema contemplou de imediato a construção de uma estação de tratamento de esgoto, 704 ligações domiciliares e a instalação de 5,7 mil metros de redes coletoras e interceptoras numa cidade que só possuía fossas.

Em uma segunda fase foram implantados 23,7 mil metros de redes coletoras e interceptores e 1.444 unidades de ligações prediais, além da construção de duas estações elevatórias.

De acordo com estudos técnicos da Codevasf, o sistema de esgotamento vai solucionar, pelos próximos 20 anos, um grave problema sanitário do município, que são as doenças de veiculação hídrica, além de melhorar a qualidade da água, dos rios e da futura barragem que já está sendo construída próxima à cidade e que será fonte hídrica não só para o projeto de irrigação que está sendo implantado, mas também para consumo humano e animal de vários municípios da região.

Serviço

Agenda da presidente da Codevasf em Minas Gerais

Terça-feira, 31 de janeiro

Entrega de equipamentos a associações de produtores familiares

Horário: 09h00

Local: Auditório da Sede da Codevasf em Montes Claros/MG

Soltura de alevinos na barragem Gorutuba

Horário: 15:30 horas

Local: Vale do Rio Gorutuba, na divisa dos municípios de Janaúba e Nova Porteirinha

Visita ao Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Gorutuba

Horário: 16h30

Local: município de Nova Porteirinha

Assinatura de ordem de serviço para reinício das obras de substituição dos canais por tubulação do projeto público de irrigação Gorutuba

Horário: 17h30

Local: Auditório da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Janaúba

Ouça as notícias da Codevasf: https://soundcloud.com/codevasf

Veja fotografias ilustrativas: https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157677995142321