Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Ações da Codevasf amenizam efeitos da estiagem no interior do Ceará
conteúdo

Notícias

Ações da Codevasf amenizam efeitos da estiagem no interior do Ceará

Mais de 8 mil cisternas para armazenamento de água estão proporcionando mais alívio para famílias atingidas pelos efeitos da estiagem no interior do Ceará. Os reservatórios foram instalados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) nos municípios de Carnaubal, Crateús, Poranga, Quiterianópolis e São Benedito e integram as ações do governo federal para universalização do acesso à água.
publicado: 21/08/2017 11h15, última modificação: 20/06/2018 17h38

Famílias de cinco municípios do interior do estado já foram contempladas com mais de 8 mil reservatórios para abastecimento de água

Mais de 8 mil cisternas para armazenamento de água estão proporcionando mais alívio para famílias atingidas pelos efeitos da estiagem no interior do Ceará. Os reservatórios foram instalados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) nos municípios de Carnaubal, Crateús, Poranga, Quiterianópolis e São Benedito e integram as ações do governo federal para universalização do acesso à água.

De acordo com Daniel Borges de Oliveira, coordenador do programa no Ceará pela Codevasf, para este mês de agosto, está prevista a instalação de mais 300 cisternas nos municípios de Poranga, que já recebeu 63 reservatórios, e Carnaubal, contemplado com 74. Crateús recebeu um total de 4.509 cisternas; Quiterianópolis, 1.947, e São Benedito, 1.499.

Além dos reservatórios, a Codevasf também perfurou e equipou quatro poços no estado do Ceará, sendo três no município de Crateús e um em novo Oriente. Ainda segundo Oliveira, em agosto, os sistemas já devem entrar em funcionamento a partir da ligação elétrica.

A família de Adalberlândia Alves Fernandes, moradora da comunidade São Miguel, no município de Quiterianópolis, foi contemplada com uma cisterna. Ela destaca os benefícios proporcionados pela chegada do reservatório: “A situação era complicada, pois tínhamos abastecimento, mas a água não era potável. Nesse ano, graças a Deus, choveu bastante e encheu a cisterna. Agora temos água para beber, escovar os dentes e cozinhar”.

Acesso à água

Cisterna 300A garantia de água para consumo de famílias em comunidades rurais difusas do semiárido é o alvo da instalação de cisternas pela Codevasf. Os equipamentos armazenam água de chuvas ou de carros-pipa.

Até este ano, nos estados que compõem a área de atuação da empresa, já foram disponibilizados mais de 186 mil reservatórios desse tipo, beneficiando 930 mil pessoas que vivem e produzem em comunidades rurais difusas da Bahia, Norte de Minas, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Piauí, Ceará e Maranhão.

A Codevasf também promove a perfuração e instalação de poços nas localidades castigadas pela seca. Somente no âmbito das ações para universalização de acesso à água em comunidades rurais difusas, executadas pela Codevasf na região onde atua, foram instalados 835 unidades, beneficiando 16.700 famílias.

Outra medida para amenizar os efeitos da estiagem é a construção de barreiros – ao todo, foram 508, atendendo a mais de 20 mil famílias – e a instalação de sistemas de abastecimento de água – já são 45, beneficiando 1.350 famílias.

Fotografia: https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157685353572260