conteúdo

Baixio de Irecê

por Codevasf publicado 17/11/2021 17h05, última modificação 17/11/2021 19h41

Banner-Projeto Baixio de Irecê-Edital de concessão das etapas 3 a 9.png

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Codevasf, publicou o edital de concessão das etapas 3 a 9 do Projeto Público de Irrigação Baixio de Irecê, na BahiaO leilão está agendado para 3 de fevereiro de 2022 e será realizado na sede da B3, em São Paulo. A previsão de investimentos é de R$ 1,1 bilhão, ao longo dos 35 anos de contrato. O critério utilizado para seleção será o de maior outorga, ou seja: a concessionária que der o maior lance será a vencedora.

O montante mínimo estipulado de outorga é de R$ 82,7 milhões. A concessão beneficiará cerca de 250 mil pessoas, com o pleno aproveitamento da área e com a produção de cultivos diversos, como grãos, frutas e hortícolas. O potencial de geração de emprego com a concessão é de 180 mil empregos diretos e indiretos.

Para apresentar o projeto e atrair investidores, o Governo Federal vai promover, a partir de novembro, uma série de encontros virtuais com potenciais interessados na concessão, para apresentar detalhes e atrativos do Projeto. Interessados podem entrar em contato pelo e-mail .

O Baixio de Irecê é o primeiro de um portfólio de Projetos Públicos de Irrigação que será ofertado pelo MDR, em parceria com a Codevasf e com o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Acesse:

EDITAL Nº 30 / 2021 — CONCESSÃO DAS ETAPAS 3 A 9 DO PROJETO BAIXIO DE IRECÊ
 
(abre numa nova janela)

DOCUMENTOS SOBRE O PROJETO BAIXIO DE IRECÊ 
(abre numa nova janela)

 

Sobre o projeto

Localizado na região do médio São Francisco, entre os municípios de Xique-Xique e Itaguaçu da Bahia, o Baixio de Irecê abrange uma área total de 105 mil hectares, dos quais 48 mil são de área irrigável. A área está dividida em nove etapas: as etapas 1 e 2 correspondem a 16 mil hectares irrigáveis e estão em fase de ocupação. O Governo Federal investiu R$ 1 bilhão na aquisição e na regularização fundiária da área do Projeto e implantou 42 quilômetros de canal, estação de bombeamento principal, adutoras, estação de pressurização e infraestrutura de energia, fornecendo as condições para início da produção agrícola.

As etapas 3 a 9, que serão concedidas à iniciativa privada, correspondem a 50 mil hectares, sendo 31,5 mil irrigáveis e 19 mil não irrigáveis. O objetivo da concessão é promover o desenvolvimento da região e gerar mais de 180 mil empregos diretos ou indiretos, distribuídos entre comércios, agricultura, setor de serviços e indústrias. O projeto foi qualificado pelo Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) ainda em 2020 e possui licenças ambientais prévias. O acesso à área do projeto ocorre pela rodovia BA-052, que liga Xique-Xique a Feira de Santana, interligando-se à malha viária nacional pela BR-116, mais conhecida como estrada do feijão.