Document Actions
Expedição da Codevasf no Parnaíba tem início em Alto Parnaíba (MA)

Expedição da Codevasf no Parnaíba  tem início em Alto Parnaíba (MA)

No primeiro dia da expedição técnica organizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) à região do Vale do Rio Parnaíba, técnicos e gestores da Companhia percorreram trecho do rio no município maranhense de Alto Parnaíba e participaram de reuniões técnicas com prefeitos municipais e autoridades.

Acompanharam as atividades realizadas nessa segunda-feira (11), o presidente da Codevasf, Avelino Neiva, o superintendente regional da Companhia no Maranhão, Jones Braga, os representantes do Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos (Usace) Calvin Creech e Adriel McConnell, o deputado federal pelo Maranhão Juscelino Filho, e técnicos e assessores da Codevasf.

No mesmo dia, o grupo assistiu a uma apresentação sobre os estudos de viabilidade técnica e ambiental e o projeto básico da hidrovia do Parnaíba realizados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A apresentação foi conduzida por Ocelo Rocha, analista da Codevasf no Piauí.

Os estudos contemplam dados da região da hidrovia, que tem extensão total de 1.401 km, e incluem levantamentos sobre elementos como portos, cargas e estruturas físicas existentes. Os documentos foram elaborados com o objetivo de nortear ações de dragagem, derrocamento, sinalização e balizamento para implantação da hidrovia do Parnaíba, para transporte de cargas e passageiros.

A agenda também contou com a participação dos prefeitos de Alto Parnaíba (MA), Rubens Ogasawara, de Santa Filomena (PI), Carlos Augusto Braga, de Uruçuí (PI), Francisco Vagner, de Tasso Fragoso (MA), Roberth Cleydson Coelho, de Balsas (MA), Erik Augusto Silva, e de Nova Iorque (MA), Mayra Guimarães.

Expedição01
O presidente da Codevasf frisou na ocasião a importância de ações de revitalização para o projeto de retomada da navegação do rio. “O estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental está aqui pronto, feito, iniciado em 2012 e concluído em 2014. Resta a nós, lutarmos para que isso se torne uma realidade”, disse Avelino Neiva. “Se tivermos o apoio político dos deputados federais do Piauí e do Maranhão, nós vamos construir a navegação deste rio com inteligência, com presteza, para que esta região se torne a mais importante do nosso Brasil”, acrescentou.

Avelino Neiva também destacou a necessidade de união de esforços para a conclusão de obras de esgotamento sanitário no Maranhão. “Vamos levantar cidade por cidade do Maranhão que tem problema de esgotamento sanitário, cada uma com seu respectivo orçamento, para que possamos juntos decidirmos como podemos concluir definitivamente os projetos de esgotamento sanitário na calha do rio Parnaíba”, disse.

“Essa expedição é o ponto inicial para outros projetos, outras ações da Codevasf, que é uma empresa pública federal que já possui ações aqui nessa cidade – sistema de esgotamento sanitário –, e que vai ter outras ações”, afirmou o superintendente Jones Braga durante o encontro em Alto Parnaíba.

Expedição

O objetivo da expedição organizada pela Codevasf é levantar informações para a retomada de um estudo da região com vistas à realização de futuros projetos voltados à promoção da navegabilidade do Parnaíba, com o intuito de facilitar o escoamento da produção do Sul do estado até Teresina (PI) e Timon (MA). Até sexta-feira (15), os integrantes da expedição percorrerão o rio passando pelos municípios de Alto Parnaíba (MA), Ribeiro Gonçalves (PI), Uruçuí (PI), Guadalupe (PI), Floriano (PI) e Teresina (PI) / Timon (MA).

Ao longo do percurso a comitiva se reunirá com prefeitos e autoridades locais, e técnicos realizarão medições e registro de imagens. Na sexta-feira, em Teresina, haverá diálogo sobre temas associados à expedição no auditório da 7ª Superintendência Regional da Codevasf, com a participação de técnicos, gestores da Companhia e autoridades.


Fotografias:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157666156174319



atualizado em 15/12/2017 09:50