Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Codevasf promove peixamento em Petrolina (PE) durante reunião com pescadores da região sobre a piracema
conteúdo

Notícias

Codevasf promove peixamento em Petrolina (PE) durante reunião com pescadores da região sobre a piracema

Cerca de 15 mil alevinos das espécies piau verdadeiro e pacamã foram introduzidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) no São Francisco, em um trecho do rio na altura do Projeto de Irrigação Bebedouro, em Petrolina (PE). O evento fez parte de uma reunião promovida pela empresa por meio do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro Codevasf (3ª/CIB) sobre a conscientização dos pescadores a respeito do período da piracema.
publicado: 16/02/2018 10h21, última modificação: 20/06/2018 17h39

Cerca de 15 mil alevinos das espécies piau verdadeiro e pacamã foram introduzidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) no São Francisco, em um trecho do rio na altura do Projeto de Irrigação Bebedouro, em Petrolina (PE). O evento fez parte de uma reunião promovida pela empresa por meio do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro Codevasf (3ª/CIB) sobre a conscientização dos pescadores a respeito do período da piracema.

Adriana Nascimento, gerente do Centro, informou que a equipe de engenheiros de pesca da Codevasf esteve com os pescadores para uma roda de conversa a respeito do período natural de reprodução dos peixes de água doce. “É importante que todos eles (pescadores) entendam a importância de não se pescar durante essa época. Nossas ações de preservação, estudos e peixamentos precisam estar em sintonia com uma pesca consciente dos nossos pescadores também”, disse.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro, a expectativa é que 2018 seja um ano em que o 3ª/CIB faça peixamentos cada vez maiores. “Temos boas perspectivas para este ano. Estamos com uma nova equipe de suporte no Centro de Recursos Pesqueiros de Bebedouro e isso está nos permitindo retomar importantes trabalhos. Acredito que nos próximos meses conseguiremos fazer um bom peixamento para que nosso rio esteja cada dia mais próximo de seu equilíbrio ecológico”, afirmou.

Somente em 2017 foram produzidos 8,1 milhões de alevinos nos sete Centros Integrados de Recursos Pesqueiros e Aquicultura mantidos pela Codevasf – 4,3 milhões de espécies nativas e 3,8 milhões de não nativas. No último ano, a empresa realizou 27 peixamentos em sua área de atuação na bacia do São Francisco.

Fotografias:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/albums/72157687873179600