Você está aqui: Página Inicial > Linhas de Negócio > Irrigação > Projetos Públicos de Irrigação > Boletim Informativo dos Projetos da Codevasf (BIP) > 27ª Edição do BIP > Recuperação hídrica da Barragem Bico da Pedra permitirá o fim do racionamento de água para irrigação
conteúdo

Recuperação hídrica da Barragem Bico da Pedra permitirá o fim do racionamento de água para irrigação

por Valeria Rosa Lopes publicado 09/03/2022 10h00, última modificação 09/03/2022 10h00

Após 8 anos de racionamento de água para irrigação, os produtores dos Projetos Públicos de Irrigação Gorutuba e Lagoa Grande vão poder comemorar o fim do racionamento devido à recuperação hídrica da barragem Bico da Pedra - fonte hídrica dos projetos.

A Barragem do Bico da Pedra possui usos múltiplos destinados ao abastecimento humano, atenuação de cheias, irrigação nos Projetos de Irrigação Gorutuba com 4.734 ha e Lagoa Grande com 1.540 ha de área irrigável, além das atividades de piscicultura, uso industrial, vazão ecológica, diluição de efluentes, lazer e turismo.

A barragem verteu pela primeira vez em 1979, logo no início da sua operação, porém, o último vertimento ocorreu há 15 anos. De lá para cá os períodos chuvosos foram insuficientes para a recuperação hídrica do barramento, que alcançou em 2019 o seu menor nível, ficando à apenas 1 metro da interrupção do fornecimento de água para a irrigação (Figura 1).

barragem 2019.jpg
Figura 1 - Barragem Bico da Pedra 2019
Fonte: Saab, 2019

Durante o período de escassez hídrica, os Projetos Gorutuba e Lagoa Grande enfrentaram racionamentos de até 75%, ocasionando grandes transtornos como redução das áreas cultivadas e nos faturamentos, impactando não só os irrigantes, mas também a gestão dos projetos.

Diferente do cenário dos últimos anos, o ciclo hidrológico 2021/2022 tem sido generoso com a barragem que começa o ano de 2022 com o reservatório atingindo 70% da sua capacidade (Figura 2).   bicodapedra2.jpeg

Figura 2 - Barragem Bico da Pedra 2022
Fonte: Saab, 2022.

De acordo com o Marco Regulatório, referência para a Alocação de Água do sistema Bico da Pedra, o barramento entra no estado hidrológico verde, onde não há restrição para os usos outorgados, permitindo aos irrigantes a retomada plena da agricultura irrigada, conforme boletim emitido pela Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA) (Figura 3). 

 Imagem2.png
Figura 3 - Boletim de Acompanhamento de Alocação de Água. Janeiro 2022
Fonte: ANA, 2022.

Em que pese o momento ser de comemoração, é importante lembrarmos que a situação de escassez hídrica pode voltar a imperar, sendo muito importante a utilização racional e responsável dos recursos hídricos, o manejo adequado do solo e da água na irrigação, além de ações estruturantes que contribuam para a sustentabilidade hídrica, como a obra do Projeto Gorutuba de substituição dos canais abertos por tubulação, cuja 1ª etapa encontra-se em execução pela Codevasf[1]. A obra visa o aumento da eficiência de condução na adução para 92,5%, garantindo maior oferta hídrica para a irrigação por meio do aumento de 30% na disponibilidade hídrica para essa finalidade.