Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2022 > Codevasf promove ações de revitalização no rio Gurguéia e em áreas de nascentes no Piauí
conteúdo

Notícias

Codevasf promove ações de revitalização no rio Gurguéia e em áreas de nascentes no Piauí

publicado: 07/01/2022 18h32, última modificação: 08/01/2022 23h04

Bacia do Rio Parnaíba (PI)A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) vai promover ações de revitalização no rio Gurguéia, além de executar projetos de preservação e recuperação de áreas de nascentes diversas no Piauí. Os municípios de Colônia do Gurguéia, Cocal, Buriti dos Lopes, Corrente, José de Freitas, Pedro II, Milton Brandão e Piripiri serão diretamente alcançados pelas ações que mobilizam quase R$ 2 milhões.

O projeto que envolve ações de preservação e revitalização das nascentes será realizado por meio de um acordo de cooperação técnica firmado entre a 7ª Superintendência Regional, sediada em Teresina (PI), e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Serão fornecidos kits ambientais compostos por veículos utilitários; notebooks; impressoras multifuncionais; câmeras fotográficas digitais e medidores multiparâmetros à prova de água, com sondas e soluções para análise de parâmetros da água. A regional da Codevasf também firmou convênio com o município de Colônia do Gurguéia para empreender ações de revitalização no rio Gurguéia, um dos principais afluentes do rio Parnaíba.

"Além da parceria com uma instituição com grande estrutura e expertise científica que convalidará a nossa prática de revitalização, esse acordo possibilitará maior celeridade nas ações, em função dos inúmeros campos disponíveis no estado", ressaIta o superintendente regional da Codevasf no Piauí, Inaldo Guerra. O superintendente também destaca que as ações de revitalização são um marco e que outras metas de revitalização ambiental serão estabelecidas.

Convênios como o firmado com Colônia do Gurguéia são instrumentos de transferência utilizados pela Administração Pública para descentralizar atividades, em cooperação com estados, municípios ou entidades privadas sem fins lucrativos. Eles envolvem a realização de projeto, atividade, serviço, aquisição de bens ou realização de eventos em regime de mútua cooperação. É, desse modo, a ferramenta que disciplina os compromissos que devem reger as relações de dois ou mais participantes que tenham interesse em atingir um bem comum.