Você está aqui: Página Inicial > noticias > 2019 > Codevasf participa de discussões sobre portfólio de tecnologias voltadas ao desenvolvimento do Semiárido
conteúdo

Notícias

Codevasf participa de discussões sobre portfólio de tecnologias voltadas ao desenvolvimento do Semiárido

publicado: 05/07/2019 16h56, última modificação: 05/07/2019 17h06

Crédito: Divulgação / CGEEA Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) integrou nesta semana o grupo de instituições presentes em oficina de trabalho realizada em Brasília pelo Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE) – organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O encontro teve por objetivo debater a criação de um portfólio de tecnologias de apoio ao desenvolvimento sustentável do Semiárido. Entre as instituições participantes estavam o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), a Agência Nacional de Águas (ANA), o Instituto Nacional do Semiárido (Insa) e o MCTIC.

O portfólio em discussão deverá ser empregado na identificação, na organização e na disponibilização de informações técnicas, gerenciais e institucionais de tecnologias disponíveis – e com aplicações testadas – para promoção de desenvolvimento sustentável no Semiárido. A ferramenta envolverá temas como recursos hídricos, agricultura de sequeiro, agricultura irrigada, pecuária, aquicultura e energia renovável.

“O portfólio, que poderá ser consultado via internet, servirá de subsídio à tomada de decisão de agentes públicos e também poderá orientar iniciativas de cidadãos e entidades civis voltadas ao desenvolvimento de áreas de Semiárido”, explica Renato Brito Chaves, representante da Codevasf no encontro. “A oficina foi proveitosa e buscou formar parcerias e discutir procedimentos para a construção da ferramenta, com a qual a Codevasf pode colaborar muito”, acrescenta.

A Codevasf é uma empresa pública vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional. A instituição atua em 27% do território nacional – inclusive em extensas áreas de Semiárido –, em projetos de agricultura irrigada, desenvolvimento regional, inclusão produtiva, acesso à água e revitalização hidroambiental, entre outras.